terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Dias felizes

Gentes,
Sumi, né?! Tô na maior correria por aqui.
Semana passada organizei a festa de Natal lá em casa. Muita gente, muita comida, muitos presentes e muita alegria. Adorei. No ano que vem quero mais.
Nina dormiu antes da meia noite, como era previsto, mas chegou a ver o papai noel. Correu do coitado! Só fez uma graça quando ele lhe ofereceu uma balinha. Mesmo assim, pegou o doce rapidinho e fugiu para o colo da avó Odila. Depois ficou lá, olhando de longe a bagunça da molecada. E dormiu feito um anjinho durante a noite toda, nem ligou para o barulho, que durou até as 4 e meia da manhã, com direito a cama elástica para a criançada pular à vontade, show de viola/violão do Tio Ti e Tio Paulão, amigo secreto com porquinho recheado de dinheiro (o Má que ganhou!) e muitas risadas! Delícia! Delícia!
E a festa não parou por aí.
No sábado teve churrasco no sítio. Cervejinha gelada, picanha, linguiça, picolé, mais música, truco, amigos que há muito tempo não víamos. Nina conheceu, de verdade, o porquinho, o cavalinho, o boi, um monte de cocó e se encantou vendo os leitõezinhos mamando nas porcas. Ai...eu também adorei essa parte!
E, no domingo, teve batizado do Pipe e do Gabriel. Lindo momento. Depois, almoço na casa da vovó Malelena. Tudo de bom, prá variar!
Agora, tô colocando a casa e o escritório em ordem prá poder fugir de férias na próxima semana.
Então, vim aqui, para desejar prá vocês, meus amigos, tudo o que eu quero prá mim e prá minha família neste próximo ano (e em todos os outros que virão!): saúde, alegria, força, fé, paz, amor, realizações, bençãos e que dias felizes como esses que a gente passou neste último final de semana se repitão, muitas vezes, em 2010!
Um beijo,
Dani, Marcão e Nina

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Aprendendo a ser mãe

Foi assim: Nina tava brincando em uma dessas mesas de atividade cheias de argolas, bolas, quadrados e triângulos. O priminho (Pipe de 8 meses), chegou e começou a brincar com algumas argolas que estavam sobre a mesa. Assim que ela o viu, jogou uma bola nele. Sentei do lado e expliquei que ela não podia fazer aquilo, já que ele apenas estava querendo brincar. Não adiantou. Ela jogou de novo a bola na cara dele. Nesta hora contei com a ajuda do pai. Ele se abaixou e disse que não era correto ela fazer aquilo com o primo pequeno, explicamos de novo que o Pipe poderia acabar se machucando e que ele tava só querendo brincar na mesinha também. Pela terceira vez ela jogou a bola nele.
Desta vez, tirei ela da mesa, coloquei no meu colo, de frente prá mim e, em tom firme, disse que aquilo que ela tava fazendo era errado e etc e tal. Nina arregalou um olhão, ficou me fitando por uns 30 segundos, quietinha e depois desceu do colo e foi brincar com as outras primas.
Foi a primeira vez que fiz isso. Nunca tinha repreendido ela com essa firmeza. Não é muito a minha cara agir assim. Bem por isso, porque não faz parte do meu jeito, me senti muito mal por ter sido tão rude com ela, uma bebê de um ano e poucos meses.
Sei lá, não achei certo. Deveria ter tido mais paciência, falado com calma, ou, quem sabe ter chamado a atenção dela para outra coisa. Sinceramente, acho que ela percebeu que eu perdi o controle, tanto que ficou ali no colo me olhando com uma carinha de "essa aí é mesmo a minha mãe?".
Estou me sentindo péssima por isso. Já pedi diversas desculpas para ela, beijei e abraçei muito a minha Nina, numa tentativa desesperada de apagar o que fiz. Acredito que talvez ela nem se lembre mais disso (aconteceu há dois dias atrás). Mas, eu não consigo esquecer. Por isso, se algum dia você, filha, ler este blog, saiba que tá doendo muito em mim ter sido grosseira com você. Me perdoe, meu amor. Ainda tô aprendendo a ser sua mãe, filha.
Beijo!
Dani
PS: essa história me fez refletir sobre o assunto "como corrigir um filho". Alguém aí sabe a exata medida de como fazer isso? Acho certo corrigir. Mas como?
Também fiquei pensando em como aqueles que batem nos filhos devem se sentir. Será que eles dormem? Porque, eu, não consegui pregar o olho e chorei até, lembrando da carinha de espanto dela enquanto eu falava com mais firmeza para parar de jogar a bola no primo.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Alfabeto Ninês

A de "ahrrrrr" (som de arroto, que o pai ensinou) e de "au au" (que ela adora, todos!)

B de Beto, o pedreiro que tá trabalhando lá na casa da minha mãe e que ela já aprendeu o nome.

C de Ciiiiii....Ciça, a queridinha dela. E de cocó (galinha) também.

D de dodói e de "dotô" (o doutor, que ela detesta!)

E de "eeeeeeeee", sinônimo de viva!

F de fiz. Você fez isso filha? Fisshhhhhh....

G de "guta", ou "Gruta", o parque que ela vai ver os patos todo domingo.

H de Helena (prima), mas acho que ela ainda não sabe que é com "H" não!

I de "iiiiiiiiiiii" quando ela finge que tá chorando....

J de Jú, a vizinha que brinca com ela todos os dias e de Jesus que a vovó ensinou ontem.

K que, tem o mesmo som de "c", então é K de "kareca do vovô"!!!

L de "louloulaloula" - a lingua esquisita que, de vez em quando, ela deu de falar.

M de mamãiiiiiiii, é claro, é lógico! Mas também é de Memel, de mamá, de mú (vaca)

N de Nina, que agora não se chama mais de nenê! E de "não" palavrinha constante...

O de oi, que antes era ai, ou será que era "hi"? E de ovo, fazendo biquinho, assim...

P de papai, em primeiro lugar e de "pepe", a chupeta, e, também de "pocotó".

Q de "quaquá", o pato prá quem ela dá pão todo domingo de manhã no parque.

R de "rárárá"...o som da risadinha dela...a mais linda do mundo!

S de suco, ou "cuco", ela ainda tá aprendendo.

T de "té, té, té, té", quando ela quer muito uma coisa.

U de "uuuuuuuu" que é o som do fantasma da música do CD que ela ganhou da Mari (da Pati).

V de vovó, de vovô e de vestido!

W de Willian, de Washington...mentirinha...isso ela ainda não fala!

X de xampu...ou "pampu", como ela diz

Y de......vixi....não tem nada que ela fala com "y" não!

Z de zuuuuummm, o barulho da abelhinha que mora no copo que ela bebe água todos os dias...

Conversadeira essa pequena, heim?!
Não sei a quem puxou!!!!
Rá!
Beijo!
Dani

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

A Mari tinha razão...

...quando colocou, lá no "pequeno guia prático", que a Alice ama ela.
Até agora, aqui em casa, Nina ainda não tinha manifestado tão explicitamente seu amor por mim. Dias atrás ela começou a ter uma certa preferência pela mãe.
Só me chamava, só queria o meu colo, me perseguia pela casa.
Era mamãiiii prá lá e mamãiiii prá cá.
Quando eu ia banheiro, logo ela vinha atrás e ficava ali comigo perguntando se é xixi ou "totô".
Ao deixá-la na casa da vovó (para mamãe trabalhar), a pessoa grudava no meu pescoço e haja ginástica para tirá-la dali, motivando, por isso, choros desesperados e questionamentos existênciais desta mãe que vos fala.
Mas ontem ela se superou.
Depois do almoço, quando eu tentava fazê-la dormir, ela se levantou do meu colo, olhou prá mim e me abraçou bem apertado e grandão...
Falei: hum...que delícia de abraço!
E ela continuou a me abraçar, por diversas e diversas vezes...
Tão bom isso! Queria ficar ali, prá sempre, agarradinha nela!
Mas o melhor disso tudo é saber que esse amor só vai crescer (né não Mari?!).
Outro dia, estava na manicure e uma menina de uns 4 anos estava com a mãe ao lado. De repente, ela olhou prá mim e disse, assim, do nada: eu amo a minha mãe, sabia?
Suspiros...
E por hoje é só. Deixa eu sair correndo prá ganhar mais um abraço ali!
Beijo!
Dani

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Quem tem medo do lobo mau?

A Nina não tem. Ela adora ele, aliás. Um dos livros preferidos dela é o da "Chapéuzinho Vermelho" (presente do papai). Se empolga toda ao ver o lobo lá, na pele da vovózinha.
Também curte o "bicho papão" e não tá nem aí se a "cuca" vem pegá-la, se não dormir.
Faz "uuuuuuu" pro fantasma e ri junto com a bruxa. Rá, rá, rá, rá, rá.
Destemida essa minha pequena, heim?
Quase.
Ela tem medo é do Papai Noel. Aquele mesmo, barrigudinho, de barba branca, roupa vermelha, com bota e saco, que fica sentado na sua poltrona gigante nos corredores dos shoppings.
Os de brinquedo ela até que encara. Mas o tiozinho fantasiado é que é o problema.
Não consegue nem olhar para a figura. Chora e sai correndo.
O pior: com o decorrer dos dias e a proximidade do Natal, o volume de papai noel circulando pela cidade só aumenta e até vai ter um especial todinho prá ela na festa lá em casa (valeu seu Luis!).
Quero só ver o fim desta história!
Será que eu vou ter que virar o caçador e pegar o lobo (ops...o papai noel... prometo que não bato, viu , Seu Luis)?
Depois eu conto, tá!
Beijo!
Dani
PS: O Seu Luis é o pai da Débora (titia querida da Nina), que, gentilmente, cedeu sua figura para o persongem natalino mas típico desta época e resolveu aceitar ficar lá, todo fantasiado, prá fazer a festa da criançada (menos da Nina....eu acho...).
PS 2: Gente, pensando bem...até eu ando com medo do papai noel. Aquela barba enorme...aquele saco enorme...aquele cinto enorme....aquelas botas pretas enormes...ui...arrepios...

Eu...tentando tirar aquela foto clássica, da pequena, no colo no papai noel, fazendo seus pedidos de Natal. Viram? Deu super certo, né!

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Segura peão!

Acho que eu descobri de onde veio a inspiração da música "minha éguinha pocotó" ...

video

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Para Mariana, Para Patrícia

Para Mariana:

"Mariana,
A-M-E-I saber que você é a minha amiga secreta. A primeira também! E adorei o presentinho que você me mandou, tanto quanto minha mãe e meu pai. Lá em casa tá a maior disputa pelo CD, você nem imagina! Todo mundo só quer ouvir as musiquinhas de lá! A minha preferida é aquela da "barata na careca do vovô". Já mamãe e papai não param de ouvir aquela que fala assim : "a noite no castelo...é mal assombrada...". Só fico lá escutando eles imitarem o fantasma fazendo "uuuuuuuuu" e a bruxa rindo "Rárárárárá"! Obrigada tá! Muito fofo e gostoso esse presente que eu ganhei! Vamos combinar de nos encontrarmos qualquer dia desses para dançar, viu! Já aprendi algumas coreografias e queria te mostrar!
Um beijo,
Nina"


Para Patrícia:

"Pat (bom, como já te acompanho há algum tempo, me considero sua íntima e decidi te chamar de Pat, tá!)
Menina, o que é esse CD! Não conhecia não! Adoramos as músicas! O presente agradou não só a Nina (você precisa ver ela cantando parabéns e fazendo "bum" no final!) como a mãe e o pai dela!
A gente entra no carro, logo já vai botando as cantigas prá rodar e saímos, os três, felizes a cantar "fui no itororó...". Delícia! Muito obrigada, tá! Pelo presente e pelo cartãozinho prá Nina, que já guardei, com imenso carinho. Você e a Mari são duas queridas, viu!
Beijo!
Dani"


Esse aí (Cantigas de Roda, Hélio Ziskind) é o CD que a Nina ganhou de presente da Mariana, sua amiga secreta. Lindo, lindo, lindo!

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Jornal da Nina

Tãnãnã...nãnãnãnã.....(leia-se: aquela musiquinha da abertura do Jornal Nacional) e com vocês, mais uma edição do "Jornal da Nina"!

1) Para alívio da mãe, do pai e da vovó Odila, a pequena resolveu abrir o bocão e decidiu comer um pouco melhor.
Ainda não lambe o prato, mas já manda umas 10 ou 12 colheres de comida prá dentro. E, ontem, ela comeu toda a polentinha que fiz! A vovó Malelena é testemunha do sucesso que o fubazinho fez lá em casa! Ai...fiquei num orgulho!!!
Ah, para aqueles que me perguntaram, ela adora fruta, suco e leite. A implicância dela é com a "comida de sal" mesmo. Mas...parece que as coisas estão melhorando....tomara!
Queria agradecer todos as dicas, conselhos, idéias, comentários que recebi. Tava em estado de choque. desesperada, quando escrevi o post. Foi muito, muito bom poder contar com vocês...Obrigada, obrigada, obrigada!

2) Desliguei a babá eletrônica. Exatos 1 ano, 3 meses e 21 dias depois do nascimento da criança consegui dormir sem aquela luz verde/vermelha do meu lado. Gente, eu tinha criado um caso de amor com o negócio. Não conseguia ir prá cama sem olhar para ela. Mas, depois de uns dias dias de rehab interna (eu não preciso mais disso...eu não preciso mais disso...), curei o vício. Desliguei a luz, coloquei tudo na caixa e guardei no armário. Até mais, querida, até o próximo bebê!

3) Nina descobriu o "i". Agora, "mãmã" virou "mamãiiiii" e "papa", "papaiiiiii". É tão bonitinho!!!

4) Ela anda numa fase de "apaixonite" aguda por mim. Só dá a mamãiiiii lá em casa. E eu, hum... tô achando super ruim isso, viu! Rárárá!

5) Quando ela acorda, me chama. Euzinha! Eu mesmo! A mamãiiiiii dela! Não chora mais, não grita mais, nem fala palavras desconhecidas....Simples assim: abre os olhinhos e chama por mim!
Morri de amor, né!

6) Nina já ganhou o presente do amigo secreto dela! E A-D-O-R-O-U! Mas isso é assunto prá outro post, todo especial, só prá amiga secreta dela! Agardem!

E, assim, termina por aqui, mais uma edição do "Jornal da Nina".
Voltamos logo mais, ou, já, já, em caso de urgência (como aquela...da comida!)!
Beijo!
Dani

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Comer, comer...

Nina decidiu que não quer mais almoçar, nem jantar.
É.
Ela, que já não era muito chegada em papinha salgada, agora se recusa a comer.
Já tentei de tudo: dei sopinha líquida, pastosa, arroz com feijão, polentinha, macarrão, peixe, frango... e nada.
Virei de ponta cabeça, dancei "créu", subi no telhado e a menina não abre a boca de jeito nenhum.
Quando abre, segura a comida na boca e depois coloca a língua prá fora, deixando cair tudo o que eu achava que ela tinha comido.
Ontem, na hora do almoço, depois de quase uma hora tentando dar papá prá ela, não aguentei. Chorei igual doida. Desespero total. Medo de que o desenvolvimento dela fique comprometido pela falta de comida. Certeza de que eu não estou sendo boa o suficiente para convencê-la a comer e que minhas papinhas devem ser mesmo horrorosas. Meu Deus!
O pai, vendo meu estado, até que tenta ajudar. Disse que ele também era magrinho igual a Nina e que também dava baile na mãe dele prá comer. Está a procura de algum colega pediatra especialista em nutrição (existe?....).
Será que essa é só mais uma daquelas bad fases da criança?
Alguém também já passou por isso?
Tem cura (prá Nina....não prá mãe dela, já que esta é doida de nascença)?
Estou aceitando conselhos, receitas, rezas, milagres!
Alguém se candidata?
Beijos!
Dani

terça-feira, 10 de novembro de 2009

E vai rolar a festa !


Exatamente há um ano atrás, eu escrevi:

"Bom...estamos começando nosso blog!
Meu, do Marcão e da Nina!
Ainda estou aprendendo a mexer nisso aqui...por isso...paciência...Tomare que dê certo!
Assim poderemos ficar mais próximos dos nossos queridos!
Inté! "

Isso mesmo! Hoje é o primeiro aniversário do "danimarcaoenina"!
Desde que comecei a escrever por aqui e a entrar nesse mundinho, aprendi muita coisa, dei muita risada, me emocionei de verdade, fiz amigos e contei um pouco da nossa história.
Voltei a exercer meu lado "escritora", resgatando um prazer que tinha ficado lá prá trás, nos idos da 8a. série, quando cultivava aquelas agendas enormes e cheias de penduricalhos (lembram?!).
Obrigada "internet", "google", "blogspot" ou sei lá quem...por me trazer de volta essa alegria de escrever!
Obrigada, a todos aqueles que aparecem por aqui, sempre ou de vez em quando, deixando recados ou não! Valeu pelo carinho!
E, em comemoração a esse aniversário, informo que a festança vai rolar por aqui mesmo! O bolo eu trago (vide foto....minha mãe é quem fez!). Vocês são meus convidados! E, de presente, queria (plagiando a Flá do "Atronauta") que vocês deixassem recados prá mim, dizendo quem são, o que fazem, como me descobriram!
Agora....solta o som DJ, que a festa vai começar!!!
Beijo!
Dani




segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Ainda sobre a última viagem

Já que essa foi minha primeira experiência com um bebê "entendido" a bordo (sim, porque com cinco meses ela não entendeu nada do que se passava...), resolvi postar algumas dicas sobre o assunto "viagens com bebê".
Antes de embarcar, entrei em vários blogs amigos e fiz uma mega pesquisa sobre diversos temas: "de como armazenar a comida" até "como arrumar a mala". Vale MUITO. A gente aprende prá caramba vendo as aventuras de outras famílias.
Aprendi, por exemplo, que poderia congelar as papinhas da Nina e levá-las em uma bolsa térmica até o destino. Como a pequena não aceita muito as papinhas Nestlé e eu não sabia como era a comida do Goiás, fiz assim. Deu super certo. Fiz porções em potinhos próprios para congelador/microondas, de diversos sabores e descongelava na hora do almoço e do jantar. Prático assim.
Seguindo conselhos, comprei brinquedos novos e levei para brincarmos no carro. Consegui distraí-la por um bom tempo com os fantoches do Pinóquio e o Gepeto. Aliás, ela odiou o nariz do Pinóquio...chegava até a empurrar o coitado. Livros também são uma ótima opção. A Nina adora livrinhos, por isso, ficou horas vendo o "quá quá", o "caco", a "mu"e o "au au".
Também levei um travesseiro meu para ela ficar deitadinha no banco do carro. Tá bom...criança tem que ir na cadeirinha própria. Tentei levá-la assim por um bom tempo. Mas, depois de quase quatro horas de viagem, não tem quem consiga manter a criança ali sentadinha, na mesma posição. E ela adorou mudar de lugar e ficar deitadona no banco, toda espalhada...
Outra coisa legal é levar comidinhas para serem consumidas no percurso: bolachas, biscoitos, frutas, sucos.
E, finalmente, a dica mais importante: relaxe. Tem dias que ela não vai almoçar no horário certo. Outros em que ela não vai querer dormir na hora de sempre e vai tirar longas sonecas sentadinha no seu carrinho. Vá com espírito de férias. Se alegre. Se divirta. Curta demais a companhia deles, o cheiro deles, as risadas deles. Nossos filhos acabam sentindo esse clima e se divertindo muito mais também. Podem apostar!
Beijo!
Ah....hoje o meu carinho especial para os meus primos Kitty e André, que viraram papais da Sofia na última sexta-feira. Gente, ela é linda! Tô toda coruja!
Tchau!

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Delícia

Decidimos, na última terça-feira, que iríamos sair de mini férias com a Nina no feriado de finados. O destino: Rio Quente Resort's (hum....que chique!)
Levamos a Ciça com a gente e encontramos o Tio Paulo, a Tia Ara e a Helena lá.
Não preciso nem dizer que foi uma delícia essa viagem, né!
Essa foi a segunda vez que viajamos com a Nina. Mas foi bem diferente da primeira, quando ela só tinha cinco meses e ainda não se expressava tanto como hoje.
Gente, o que ela aproveitou! Se divertiu até!
Descobriu que se enrolar no fio do telefone do quarto do hotel era o maior barato!


Confirmou seu fascínio por água e que piscina e infância tem tudo a ver!


Aprendeu que ter uma prima quase da mesma idade é muito bom e que vai ser assim prá sempre!


E que ter outra prima mais velha é o máximo! E te faz querer imitá-la...nem que seja, por enquanto, só na estampa do biquini!

Fez pose para foto com seu roupão!

Se lambuzou toda chupando picolé!


Percebeu (e ensinou a mamãe) que dormir no carro pode não ser tão ruim assim...

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Um dia ela ainda vai lembrar disso ...

Tem coisa melhor do que brincar com o esguicho de água no quintal de casa?

video
PS: no final ela caiu sim...tombinho de nada... logo tava tomando água da borracha de novo !

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Nina para presidente

Nina é "supersimpática" desde pequenininha.
Aos três meses já ficava mostrando seu sorriso banguelinha prá todo mundo.
Uma vez, acho que ela tinha uns seis meses, fomos jantar em uma pizzaria daqui e a criança simplesmente se jogava para ir no colo dos nossos vizinhos de mesa. Ela ficou por lá, distribuindo risadinhas para eles o tempo todo (e eu...confesso...achei até bom, porque consegui comer a pizza ainda quente...coisa rara nessa vida de mãe!).
Outra vez, já com uns 10 meses, enquanto procurávamos vaga para estacionar no shopping, a pessoa erguia seu bracinho para fora do vidro do carro e dava "tchauzinho" para todo mundo!
Mas ontem, ela se superou.
Fomos jantar no Outback em Ribeirão. Para quem conhece, sabe que as mesas são bem próximas uma das outras e formam corredores.
Nina então, vendo que tinha espaço e platéia, simplesmente se recusou a ficar sentada com a gente.
Andava para lá e para cá, chegava em todas as mesas e dizia, levantando o braço e mexendo a mãozinha: "ai" (ou será que era hi...Deus...será que ela é já nasceu bilingue e eu nem sei?!).
Pronto. Conseguiu fama imediata em menos de 10 minutos.
E, para completar a alegria de seu eleitorado, quando foi embora, sentada em seu carrinho, dava tchau com as duas mãos para o restaurante inteiro, não...para o shopping inteiro! E foi aclamada pelo povo!
Depois dessa, tive a certeza que, lá pelos anos de 2030, Nina vai ser presidente do Brasil ou de qualquer coisa, sei lá! Mas que vai, vai.
Então, só me resta dizer: Vote em Nina!
Beijo!
Dani

VOTE EM MIM!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Pai também brinca de boneca


Uma vez por mês eu saio para jantar com um grupo de amigas. Clube da luluzinha total.
Nesses dias, quem fica com a Nina, prá mamãe se arrumar, é o papai.
Ontem, enquanto eu me maquiava, o Má brincava de boneca com a Nina na sala de casa.
Eu, do quarto, escutei o seguinte diálogo:
Papai: Nina, esse é meu nenê (pegando uma das bonecas dela) e esse é o seu. Vamos dar mamá para elas?
Nina: bamo (vamos...)
Papai: hum ...filha...tá uma delícia... ela mamou tudo.... e a sua? Dá mamá prá ela, dá!
Nina: colocou a boneca no colo, pegou o tubo de cola (que serve de mamadeira) e disse: hum....mama...mama....
Papai: pronto, agora ela mamou também! Vamos colocar os nenês para arrotar?
Nina: bamo (de novo!)
Papai: levantou a boneca na altura do ombro, bateu nas costinhas dela e soltou um arroto de verdade...enorme!
Nina: levantou seu nenê igual ao papai e imitando disse: Arrrrottttooo (não sei descrever em palavras o barulho que ela fez, mas, foi uma bela tentativa de repetir o arroto do papai!).
Nem preciso dizer que me matei de rir, né!
Beijo!
Dani

PS: Má, amorzinho, não fica bravo comigo não! Essa eu tinha que contar! Mesmo porque, todo mundo arrota né...

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Rê Lilata...este é prá você!

Quando criei esse blog, minha intenção era apenas de aproximar os tios da Nina que moram fora (em Goiás e em Singapore) Itálicodo cotidiano da pequena, para que eles, mesmo de longe, pudessem acompanhar nossa vidinha.
Não sabia, nesta época, dessa imensa rede de mães blogueiras.
Devagar, fui conhecendo um monte de gente boa, de histórias deliciosas. Viciei. Hoje, não vejo a hora de ler os blogs que acompanho!
Uma dessas mães que conheci virtualmente (sim...porque, apesar das várias combinações de encontros reais, eu ainda não tive coragem de ir prá São Paulo com a Nina...coisa de gente caipira, né!) foi a Rê Lilata e o seu filho, o André Fofo!
Fiz um comentário no blog dela e, gentil como sempre, ela respondeu de imediato. Até hoje, sempre deixa um monte de recados carinhosos prá mim e prá Nina.
Até que, num belo dia, nós (ai...Rê...não lembro se fui eu ou você), empolgadas com a trama da novela das Índias, prometemos, em namoro, nossos filhos, e, daí em diante a Nina começou a namorar o André.
Agora a Rê tá grávida de novo. E ontem ela nos contou que é uma menina!
Fiquei muito feliz por ela! Por isso, Rê, esse post vai prá você, viu!
Para te parabenizar por essa linda fase da vida! Para dizer que ser mãe de menina é uma delícia, cheia de rosas e lilazes e lacinhos e vestidinhos e mais um monte de ...inho!!! Para te avisar que ela vai ser um grude com o pai (e que você vai adorar vê-los juntos!), que você vai suar bastante para colocar maria-chiquinhas na pequena, que vai pirar com a nova coleção da "A Fábula" (depois te dou o site, tá, amiga!) e vai amar muito essa gatinha, tanto quanto ama esse menininho lindo do André, meu genrinho loiro e fofo!
Ah...e coloca nome nela logo, viu!
Beijo grande prá você e toda sua família!
Dani, Marcão e Nina
PS: aliás, todas as minhas amigas reais que estão grávidas, também estão esperando meninas! Será que foi a lua? Rá!!!! Beijo prá Lu, que espera a Beatriz (oba, a menininha ganhou nome!), prá Kitty, que espera a Sofia (tão desejada, né!) e prá Karina, que espera a Maria Cecília, que já tá chegando por aí!

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Sobre ontem à noite

Ontem à noite eu estava no quarto da Nina arrumando o guarda-roupa (ai meu Deus tem hífen?)dela. O Má tava no computador falando com o Tio Paulão no msn. De repente, escutei um barulho estranho. Quem tava mexendo com água aquela hora da noite? O som vinha do banheiro da Nina. Saí do quarto e o Má do computador. Os dois em direção ao barulho. Quando chegamos no banheiro vimos a seguinte cena: Nina, só de fralda, com mais da metade do corpo dentro do vaso sanitário, de perninhas para o ar, com a cara na água da privada! Gritamos: Ninaaaaa... Ela levantou, com o rostinho todo molhado e com a maior cara de quem sabe que tava fazendo arte, nos chamou para ver o que ela tinha jogado prá dentro do vaso: sua fraldinha de boca, escova e pente de cabelo. Mostrou a bagunça prá gente, fechou a tampa da privada e saiu do local do crime como quem não quer nada, em direção ao colo do papai!
Eu nunca ri tanto! O Má, ficou bravo com ela, comigo também, porque eu não fiquei brava com ela (ai...ai...ai...)!
E a noite terminou assim, com um gostoso banho quentinho na menininha, com a mamãe de bochecha dolorida de tanto rir e o papai dando beijinho nas duas!
É ... como dizem no McDonald's: AMO MUITO TUDO ISSO!
Beijos a todos e um ótimo feriado!
Feliz DIA DAS CRIANÇAS para o André (meu genrinho, filho da Rê), a Luísa (da Rô), a Alice (da Mari), a Valentina e o Antônio (da Isa), o Caio (da Thaís), o João (da Flá), o Ian (da Dani), o Pitoco (da mãe dele), o Noah (da outra Rô), a Mariana (da Patrícia), o Gui (da Nat)...hum...acho que eu esqueci de alguém....Ah...beijo para todo mundo!
Dani

Como não deu prá tirar foto da cena da privada, segue essa aqui, da Nina, toda sereia na sua piscina!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Vale a pena ler

A super Mari, mãe da Alice Linda e dona de um dos blogs mais legais que eu já vi, o grande "Pequeno Guia Prático para Mães sem Prática", postou hoje um texto publicado na revista Época, chamado "Entre os muros da outra escola", de autoria da jornalista e escritora Eliane Brum, que vale a pena ler.
O link é esse aqui.
Texto para a gente refletir.
Não só sobre o futuro de nossos filhos, mas também sobre o nosso passado de criança.
Nunca tinha pensado nisso. Que esse tipo de situação pode acontecer com a Nina, assim como aconteceu comigo, com a menina do texto e com outros tantos.
Lembro, até hoje, de uma vez em que entrei no ônibus de volta para casa e uma menina simplesmente colocou a bolsa dela no banco vago só para eu não me sentar. Eu não tinha jeans de marca, morava em uma cidadezinha de 8.000 habitantes, estudava na classe dos 50 primeiros alunos da escola, por isso, tive que ir embora de pé no ônibus, enquanto a bolsa da menina descansava sobre a poltrona vaga. E não falei nada. Segui de pé o caminho todo e nos outros dias procurei outros lugares para me sentar.
Não achei que essa história tivesse me marcado tanto, até eu ler o texto publicado lá na Mari. Lembrei na hora, de tudo.
Por isso, além do texto que indiquei, resolvi compartilhar essa minha história com vocês e com a Nina, que um dia vai ler esse blog aqui e vai aprender que jeans de marca não te transforma em uma pessoa melhor e que o fundamental nessa vida é ter respeito, por si e pelos outros.
Pronto. Desabafei.
Beijo!
Dani

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Duas dicas

Primeira: como a , eu também recebi um convite da Omo para participar, votando, do IV Festival Prix Jeunesse Iberoamericano que está rolando no site deles. Tem uns vídeos muito bons sobre o tema "Aprender pela Experiência". Vai lá. Vale a pena! O site é o seguinte: http://www.omo.com.br/

Segunda: a mami canguru Aline tá fazendo um sorteio no blog dela dos sapatinhos da marca Tip Toey Joey, especificamente do modelo novo deles chamado "Slinky", que é uma "papetizinha" muito fofa. Nina tem vários modelos dessa marca e eles são bons mesmo, por isso, recomendo! Bom, como eu já tô concorrendo nesse sorteio, e sei que vou ganhar, podem ir lá se inscreverem também....eu deixo !!!

Beijo!
Dani

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Má, nosso amor

Papai tá chateado porque eu nunca fiz um post especial para ele.
E tem razão. Ás vezes é muito mais fácil falar de gente que tá longe do que aqueles mais próximos.
Então, meu amor, nosso amor (meu e da Nina e só!), este é prá você:

"Quando eu te conheci, o que mais me chamou a atenção em você, além dos seus 1,91 (uhu!!!), foi o seu jeto bom de ser. Sério: eu não sou boa, sou péssima muitas vezes. Mas você não. É bom de natureza, como dizem por aí, por isso, me apaixonei de cara por você.
Acho que isso também aconteceu com a Nina. Ela também ficou apaixonada assim que te viu. Olhando aquela foto nossa, logo depois do nascimento dela, vi os olhinhos pequenininhos dela brilhando para e por você...suspirando de amor.
Deve ser por isso que eu adoro ver vocês dois juntos.
Me dá uma alegria enorme ver que ela só dá beijinhos em você (juro...dá mais alegria do que ciúmes!). Ela não poderia ter pai melhor nesse mundo. E eu, um marido.
Obrigada por todo o carinho, por toda paciência, por toda alegria, por todo o companheirismo.
Desculpa por todos os meus dias chatos.
Te amo, Má. A Nina também. E muito. E cada vez mais. E por toda vida."
Beijo!
PS: Olha só que fofa a camiseta que a Nina deu para o papai no dia do aniversário dele !!!




segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Sô caipira...pirapora...

Sempre gostei de morar em cidade pequena.
Assim que me formei, até que tentei me mandar para São Paulo, mas voltei chorando para o colo e a casa da minha mãe, na grande Sales Oliveira, com seus 8.000 habitantes.
Tenho ótimas lembranças da minha infância morando nessa cidadezinha. Brincar no parquinho infantil perto da praça e tomar sopa de macarrão com legumes às 10:30 da manhã (acho que era a Tia Ida quem tomava conta do lugar). Nadar no clube das 8 até as 6 da tarde e ficar vermelha tomate, toda ardida. Andar de bicicleta na cidade vazia. Esperar o Papai Noel na calçada (ele chegava de bugue...era muito engraçado!). Pedir bala na cidade inteira, gritando "Boas Festas de Ano Novo!", todo 1o. de janeiro.
Uma das recordações mais vivas dessa época era da praça da cidade: o centro da infância local. A gente fazia tudo por lá. Brincava de esconde-esconde, subia em tudo quanto é árvore, andava de bicicleta, fazia piquenique e quando o Natal chegava, exibíamos nossos brinquedos novos por lá.
Aliás, a praça ainda continua fazendo sucesso entre a criançada.
Ontem levamos a Nina para ver a banda tocar no coreto. Nossa, me deu uma saudade...Ao mesmo tempo, me deu uma alegria enorme de poder proporcionar a ela um pouco dessa vida caipira, do interorrrr, da porrrta!
E a pequena A-D-O-R-O-U! Dançou, correu, fez novos amigos!
Feliz ela, que está vivendo isso!
Feliz do papai e da mamãe, que puderam reviver alguns bons momentos da infância, e, de quebra, comer aquele churros de doce de leite (ops, o Má prefere o de brigadeiro!).
Beijo!
Dani
PS: segue um vídeo aí para os titios matarem a saudade da pequeNINA!

video

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Hoje de manhã no carro

Eu: Filha, você se chama Niiiina (dando ênfase no niiii). Fala para a mamãe como é o seu nome, fala!
Ela: Niiiii
Eu: Isso...Niiiina!
Eu: Filha, quantos anos você tem?
Ela, levantando o dedinho: um
Eu: isso! 1 aninho!
Eu: então fala para a mamãe como você se chama?
Ela: Um, ela responde levantando o dedinho!
Eu: Não...é Niiina! Essa é a sua idade, meu amor! Agora fala para a mamãe quantos anos você tem?
Ela: Niiiiiiii
Eu: aí eu não falei mais nada porque tava passando até mal de tanto rir!
Beijo!
Dani

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Parabéns mãe!


Hoje é o dia dela!
Então, aqui vai mais uma declaração de amor para a D. Odila, a mulher da minha vida:
Mãe, parabéns, minha querida!!!! Desejo que tudo, tudo, tudo de muito aconteça para você!
Que tenha força, fé e alegria sempre!
Que tenha muita saúde!
Que continue fazendo bolos e doces deliciosos!
Que seja cercada de amor todos os dias e por todos os lados!
Que consiga enfrentar as dificuldades da vida sempre com esse bom humor e perseverança!
Que Deus te acompanhe por onde quer que vá!
Te amo, muitão!
Beijo!
Dani

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Adoro...


- Ver você dormir de bumbum prá cima;
- Ganhar um abraço cheio de saudade;
- Ver você dando um beijo no papai...sim...um só...porque mais de um você não dá , de jeito nenhum;
- Aquele seu sorrisão com 4...quase 5 ou 6 dentes;
- Ver que você descobriu que girar, girar, girar e ficar andando igual bêbada, é o maior barato;
- Seu cheiro, o melhor de todos os cheiros que eu já senti nessa vida;
- Ficar sentada no chão brincando de boneca, com suas 15 (ai, ai, ai..) bonecas;
- Brincar de esconde-esconde, de gol, de pega-pega;
- Dar altas risadas juntas;
- Ver que você A-D-O-R-A a Mel, os canários do papai, o pato, a vaca, o caco (macaco), a girafa...
- Quando a gente fala assim: Ja-ca...e você, completando, diz: ...ré!
- Como você se balança, prá lá e prá cá, quando cantamos juntos "coelhinho da páscoa, que trazes para mim...";
- Sua birra na hora de dormir e o dengo que fica com o papai, só para ele te dar o mamá e o beijinho de boa noite;
- Te olhar enquanto você dorme e pensar em como você cresceu;
- Quando você só quer o meu colinho;
- E, finalmente, que hoje é sexta e que amanhã e depois iremos ficar, nós 3, agarradinhos! Uhuuu!!!

Beijo e bom fim de semana!

PS: filha, essas são só algumas coisas que eu adoro em você...tem mais um monte...depois eu te conto lá em casa, tá!

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Instinto materno

Negócio esquisito é esse de instinto materno.
Dia desses tava o maior calor por aqui. Nina tava toda serelepe rebolando pela casa só de body e calcinha florida. Depois de muita brincadeira, xixi vazando pela fralda, boca melada de sorvete e testinha toda suada, decidi dar uma banho na pequena, até mesmo para ver se ela se acalmava um pouquinho.
Olhei para as roupinhas dela e sei lá porque, peguei um pijama de mangas compridas para por nela. Meias também.
O pai me olhou meio e esquisito...tava um calorão...
Mas, não sei por qual razão, segui confiante e coloquei a roupinha na pequena.
E não é que, lá pelas 3 da manhã, o tempo mudou, começou uma ventania por aqui, caiu a maior chuva e ficou frio !!!
Eu e o Má tivemos que pegar até cobertor!
Ainda bem que a Nina tava lá, de pijama de cachorrinho e meia pink e nem sentiu nada...graças a doideira da mãe dela que insistiu no look inverno em pleno dia de sol!
Ai...será que foi meu instinto materno?
Hummmm.....
Beijo!
Dani

Por falar em look inverno, olha só que coisa mais fofa que Nina ficou com esse cachecol!

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

O primeiro mês do primeiro ano

Nina faz mais um aniversário hoje!
1 ano e 1 mês....ou 13 meses de vida!
Eta "mêszinho" que passou rápido!
Então, fazendo um up grade da pequena, vou listar suas novas habilidades.
A maior delas é que, de uma duas ou três semanas para cá, a pessoinha passou a ter vontade própria.
Ela sabe o quer. Olha para a bola e fala "bó", chuta e fala "gol"do "pau" (também conhecido como São Paulo Futebol Clube).
Mostra a porta e fala "té", porque quer sair para brincar no jardim e comer jaboticaba direto do pé.
Grita "pá mel" para a Mel parar de enchê-la de lambidas.
Sai andando toda e toda para qualquer lugar da casa. Explora tudo, sabe onde é o seu quarto, o banheiro e o lixo, onde coloca suas fraldas com cocô e dá tchau e joga beijinhos.
Adora tudo o que é relacionado a "peruagem" feminina. Vive com meus colares no pescoço e com os bracinhos cheios de pulseiras. Já perdi um colar de pérolas com isso...e t6o vendo que minha maquiagem já já vai sofrer um ataque!
Brinca prá caramba. Com tudo. Desde os seus reais brinquedos até as panelas, tampas e potes da cozinha, prendedor de roupas, cotonete, cebola, batata...e po aí vai!
Ama bichos. Diz que a Mu é a vaca, que a Có é a galinha e que o Caco é o macaco. Isso sem falar no Pó, que é o cavalinho de borracha que ela ganhou do papai.
Também adora deitar na cama da cachorra. Muitas vezes chego na sala e me pergunto se há alguma coisa errada, porque a Mel tá no sofazinho da Nina e a Nina deitadona na cama da Mel.
Por falar em cama...em sono...tem dias que dá trabalho para dormir. Fico eu lá tentando fazê-la nanar e a menina dando gargalhadas para mim ou de mim, ainda não cheguei a uma conclusão sobre isso....
Ah....algumas noites (agora com menos frequencia...thank's God) ainda acorda e dá piti que não quer voltar para o berço. Continuo colocando na minha cama...e depois de volta ao berço.
Também já sabe que é uma fofa. Quando saímos, vive distribuindo sorrisos e beijos para as outras pessoas....e o povo se derrete com ela.
E a última: deixou de ser monossilábica. Aprendeu, com o pai, a falar arara!
Beijos a todos e parabéns para você, filha!

video

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Coitada da vizinha!

Que cara de arteira!

Minha vizinha deve estar maluca comigo.
Agora a moda lá em casa é brincar de esconde-esconde!
O papai fica abaixado no canto da lavanderia. A mamãe fica de costas na cozinha. E Nina no meio do caminho, entre nós. De repente mamãe vira e grita "Ahhhhhh...vou te pagar". Nina sai em disparada para o colo do papai, que, lá do seu cantinho ajuda a pequena a se esconder. Mamãe sai correndo atrás dela, ainda gritando seu "Ahhhh....". Nina também grita seu outros "Ah.....". Mamãe encontra a menina, faz cócegas. Risos de todos os lados!
Delícia, né!
O único problema é que brincamos disso umas 200 vezes por noite. E a lavanderia da minha casa fica bem próxima à janela da vizinha.
Será que ela tá brava comigo?
Hummmm...acho que vou dar um pulinho lá...levar um bolo....
Beijo!
Dani

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Tem alguém aí?

Não sei o que tá acontecendo.
Tem mais ou menos um mês que a Nina acorda à noite aos prantos e não quer ficar no berço sozinha de jeito nenhum.
Antes, quando ela acordava e choramingava, era só eu sair correndo e por a chupeta perdida de volta na boca que tudo ficava bem.
Agora a coisa mudou. Tento colocar a chupeta, mas ela não quer. Fica em pé no berço e choraaaaa. Boto ela no colo, depois de umas dançadinhas ela adormece. Tento colocar no berço. Quando ela se vê ali, choraaaaaa e volta a ficar em pé no berço, pedindo colo. E por aí vai...infinitas vezes...por mais de uma hora.
Quando isso acontece lá pelas 6:00 da manhã, acho que é fome e já dou o mamá.
Mas, o difícil é quando ela resolve acordar perto da 1 da manhã. Gente, essa é a pior hora prá mim! Como acabei de ir dormir (lá pela meia noite) acordo super tonta, trombando em todas as portas, me perdendo pela casa. Sinceramente, tem dia que eu nem sei como consigo pegar ela no colo, de tão em outro mundo que tô.
Anteontem foi uma noite dessas. O papai, vendo meu estado lastimável com a pequena no colo perto da meia noite e meia, deu uma idéia: colocá-la em nossa cama até ela dormir de novo. E não é que deu certo! Quando ela chora, acordo, pego ela no colo e boto em nossa cama. Quando a Nina dorme, acordo, pego ela no colo e devolvo ao berço. E ela não acorda mais. Desperta só lá pelas 7 ou 8 da manhã.
Deve ser a tal "angústia da separação", né!
Mas não sei se tô agindo certo. Será que ela vai acostumar a dormir só entre nós? E será que é tão ruim assim a gente deixar que isso aconteça?
Sei responder não!
Alguém, por aí, sabe?
Beijo!

Oh...filha...não chora...mamãe já vem...

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Menininha

A Lú é uma amiga muito querida.
Ela é um ano mais velha que eu. Nunca estudamos na mesma sala, mas nos tornamos amigas inseparáveis desde a 6a. série, mais ou menos, quando começamos a voltar juntas e a pé da escola todos os dias.
Lembro que nessa época nós demorávamos cerca de 1 hora e meia para percorrer 5 quarteirões até chegarmos em casa. Era tanta risada que a gente não conseguia fazer o percurso em menos tempo!
Foi a Lú que me ensinou a fazer pastelzinho de massa cozida (aquela massa do risoles) que a gente chamava de "dju dju dju", eu nem sei porque! Também tentou me ensinar a dirigir...mas...como eu era meio "barbeira" acabou desistindo...
Sei que essa amizade foi se alongando durante os anos. Passamos pela faculdade ainda amigas. Depois começamos a namorar, ainda amigas.
Aí eu casei. A Lú também. E a correria da vida (ela e eu mudamos de cidade e trabalhamos até) acabou meio que nos afastando por um tempo. Mesmo assim, nas poucas vezes que nos vimos neste período, perdíamos horas nas nossas conversas. Era como se ainda fossemos aquelas meninas de 13 anos!
Aí eu engravidei em 2007 e a Nina nasceu em 2008.
Agora, quem tá grávida é a Lú e a "menininha" nasce perto no Natal.
Fiquei muito feliz ao receber a notícia! Quando ela me ligou contando da gravidez, disse de cara, que ia ser uma menina e que ela e a Nina iriam ser amigas como a gente! E não é que acertei! É uma menina! (ai...Lú...põe logo um nome nela!!!).
E hoje é aniversário da Lú! Por isso, esse post vai prá ela e prá "menininha" dela (é assim que ela chama a bebê...de menininha!)
Amiga: eu e minha família desejamos muito amor, alegria e luz prá vocês! Curta bastante essa nova fase da sua vida, que é a melhor de todas! Tudo vai dar certo, pode ter certeza! Você tá linda de grávida, viu! E quando a "menininha" nascer, vamos colocar ela e a Nina pra ver "Lua de Cristal" da Xuxa, só prá gente poder chorar de novo! (Sim...a gente chorava muito vendo esse filme...rárárá!)
Beijo grande!
Dani

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

O aprendiz


Nina fica muito tempo com a Ciça, minha sobrinha de 10 anos, lá na casa da minha mãe.
E a Ciça é cheia de amigas: tem a Maria, a Ana Alice, a Maria Clara, as "Beatrizes", a Sofia, a Jú (acho que não esqueci de ninguém). Todas elas têm a mesma idade da Ciça ou quase. Elas brincam muito. É de queimada na rua, de casinha, de volei, de esconde-esconde.
Agora, a moda é brincar de consultório.
Funciona assim: Ciça é a médica e fica na sala de visitas, atrás de uma mesa. As amigas são as pacientes, que ficam na sala de TV esperando a médica chamar.
Nina é a secretária. É ela que atende o telefone pink e leva para a médica. Entrega as receitas para as pacientes. Leva os recados para a médica. Fica assim por uns 15 ou 20 minutos, depois, se cansa e corre para o colo da vó.
Quando isso acontece, lá de dentro, grita a médica Ciça Justus: "Nina, você é a secretária. Volte para o seu lugar. Se você não voltar rápido, será DEMITIDAAAAA".
Nina, então, aprendiz que é, volta correndo para sua função, pega o telefone pink de cima do jacaré e entrega para a médica, afinal, o dia ainda não terminou e há várias pacientes na sala esperando para serem atendidas.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Festão


Como prometido, voltei para contar mais do primeiro aniversário da Nina!
Quando começamos a pensar sobre o assunto, tivemos aquela mesma dúvida que acho que todos os pais de primeira têm: festão ou festinha? E, gente, festão é a minha cara! Por isso, Nina teve festão!
O tema: Fábrica de Guloseimas.
Minha mãe, que é uma doceira de mão cheia, se encarregou da parte "açúcar" da festa. Ela que fez todos os brigadeiros (de bolinha, de copinho...), os pitulitos de chocolate, os cup cakes, as bolachas recheadas com doce de leite, os casadinhos, os bichos de pé.... Decorou as mesas com flores de gomas, fez enfeites lindos com marshmallow, baldes com jujubas... Ah...e também costurou sacolinhas com o nome de cada criança convidada, para que elas pudessem pegar todas as guloisemas oferecidas.
Viram? Minha mãe é demais, né! Obrigada, obrigada, por tudo mãe!
A decoração ficou por conta de duas pessoas fofas: dos irmãos André e Maísa, donos de uma loja chamada "Recanto das Artes". Muito talentosos, eles deixaram o salão a coisa mais linda do mundo! Muito colorido e alegre, do jeito que a gente queria! (se alguem quiser o telefone deles, é só me mandar um e-mail...depois eu cobro a propaganda deles!).
Nossa família compareceu em massa! Não faltou quase ninguém! Até a Biza Santina foi, para nossa imensa alegria! Sem falar no Tio Ti e na Tia Dé Margarida, que se mandaram, de surpresa, lá de Cingapura prá cá! A Ana e o Fábio também vieram de Goiás, como o Tio Paulo, a Tia Ara e a pequena Helena!
As meninas do consórcio, o pessoal do escritório, o Cairo e a Janine, a Lú (grávida de 20 semanas de uma linda menina!), enfim, gente querida era o não faltou na festa!
Teve também clip com retrospectiva da Nina e depoimentos para ela. Chororô...
Ah...fizemos até making of da pequena, tomando banho, se trocando...um luxo!
E por falar nela, Nina adorou a festa (para a felicidade dos papais babões aqui!)
Não chorou nenhuma vez, foi no colo de todo mundo (menos da palhacinha, porque aí era pedir demais né!), andou, dançou, foi na cama elástica com a Ciça, na piscina de bolinhas, abraçou as outras crianças, comeu brigadeiro e quase se queimou tentando arrancar a velinha do bolo!
Eu e o Má aproveitamos para beijá-la muito! E nos emocionamos prá valer ao ver que nossa menininha, que até outro dia era tão pequenininha, tá tão linda assim!

domingo, 2 de agosto de 2009

É hoje!

Ufa..até que enfim deu um tempinho para eu vir aqui e escrever.
Sim, pois hoje o dia não poderia passar em branco aqui no blog, porque, É ANIVERSÁRIO DA NINA!!!! EEEEEEEEEE!!!!!
E ela fez 1 aninho em grande estilo!!! Com festão no sábado, cheio de docinhos da vovó Odila, decoração dos fofos do André e da Maisa, cachorro quente, Nina's Milk Shake sabor "ovomaltine", batata frita, cama elástica, coxinha e pastel, clip com fotos e depoimentos e até com direito a "making of" feito enquanto a bela se arrumava para o grande dia!!!
Foi tudo lindo! Alegre! Emocionante!
E ela adorou...andou pela festa inteira,foi na cama elástica com a Ciça, no escorregador com a madrinha, dançou no colo do padrinho, deu brigadeiro para o vovô Romeu e se divertiu muito! Dava gosto de ver alegria dela!
Depois coloco as fotinhas para vocês verem tá!
Por enquanto, fiquem com uma foto nossa que eu amo: meu primeiro beijo na Nina!
Beijo para vocês, em especial para a Flávia (o astronauta), a Rê (sogra da Nina) e a mãe do Pitoco, que já deixaram uns recadinhos fofos para mim no post anterior!
Tchau!
Dani

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Snif...

Li no blog da Rê Lilata que antes do aniversário de 1 ano do André Godolindo ela ficou meio sensível, chorona.
Gente, também tô com isso.
Olho para a Nina é me dá uma emoção...
Cada passinho novo, cada palavra aprendida, cada gesto diferente dela, me enchem de uma alegria incomensurável e aí...eu choro...de ver ela assim, toda fofa.
Fico lembrando dessa mesma época, no ano passado, quando eu tava barrigudona desfilando por aí, toda exibida, esperando a pequena resolver dar o ar da graça. Épocas tão diferentes e sentimentos tão iguais.
Sentia e sinto no ar, ontem e hoje, uma invasão de amor.
Um amor que eu nunca tinha sentido antes dela e que aumenta a cada dia que passa.
Por hoje é só. Vim mesmo é prá contar disso que eu ando sentindo, que, pelo jeito é comum a todas as mães, eu acho...
Ah...e também para postar a fotinha fofa aí de baixo, da mamãe aqui e da Nina, tirada no último sábado, no batizado da Helena. Adivinhem o que eu fiz quando vi essa foto.....
Beijo.
Dani

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Novidade!

video

E ... na quinta-feira, 23/07/2009, perto das 20:30 horas, Nina deu seus primeiros passinhos, assim, sozinhona e feliz, rumo ao colinho da mamãe.

terça-feira, 21 de julho de 2009

Receita de Caipirinha

Segue receitinha da caipirinha mais deliciosa que eu já vi:

1 vestido feito com carinho pela Vovó Odila e pela Tia Ruth;
6 ou 7 pintinhas pretas feitas com lápis de olhos, sendo 3 ou 4 em cada bochecha;
2 "maria-chiquinhas" estrategicamente feitas com cabelinho uma ao lado da outra;
1 flor de girassol na mão;
1 pose linda feita só prá máquina da mamãe;
2 pais babões se derretendo com a lindeza da menina.

Junte todos esses ingredientes e coloque-os na festa junina da escola da Ciça, que aconteceu no começo de julho.
Sucesso garantido!
A Nina foi a atração da festa! Tinha gente até querendo tirar foto com ela!
Mas, fofa desse jeito, não tinha nem jeito dela não arrasar os corações dos menininhos, não é!

Beijo!
Dani

terça-feira, 14 de julho de 2009

Tô podendo.....

Tô me achando. Também fui contatada pela Johnson's para receber o kit fofo dos produtos "Hora do Sono", que chegou aqui em casa ontem. Muito chic isso. Agora sou famosa! Rárárá...
Bom, eu já conhecia e usava os produtos da linha "Hora do Sono" com a Nina. Tenho o shampoo, o sabonete líquido e o hidratante. O cheiro é muito bom. Uso, geralmente, no banho noturno, para ela dar uma relaxada. Quando estou dando este banho, acredito, com todas as minhas forças, que ela irá relaxar e dormir a noite toda...pensamento positivo...
Recomendo sim.
A promoção, por enquanto com exclusividade para as cidades de Porto Alegre e São Paulo, é a seguinte: na compra de um produto da linha Hora do Sono + um produto da linha Baby + R$8,99 e você ganha o mascote da promoção, o Dr. Carneiro.
Aliás, esse Dr. Carneiro é uma gracinha! E é a cara do Má, já que ele também é doutor, usa óculos e tem sobrenome Carneiro. Adivinharam agora porque eu não fiz sorteio do kit?!
Mas tem sorteio rolando nos blogs da Isa (http://www.motherholic.blogspot.com/) e no da Thaís (http://www.aprendiz-de-mae.blogspot.com/).

Corram prá lá!

Beijo!

Dani

Fofo, né!

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Este, é para a Nina.



Filha, hoje você faz 11 meses! É a última vez que você vai fazer aniversário em "meses". Daqui prá frente vai ter sempre "ano" na sua idade. Pensei nisso hoje de manhã vindo para o escritório, enquanto cantávamos juntas "parabéns para você" e decidi que hoje faria uma post só prá você.
Então aí vai:

"Como esses meses passaram rápido, minha filha. Talvez até rápido demais, pois, em alguns momentos (muitos e muitos!) queria mesmo era poder parar o tempo para ficar te olhando, te cheirando, te beijando e abraçando. Ficar assim, meio "siamesa" com você !Te ver crescendo foi a coisa mais mágica e emocionante que já aconteceu na minha vida. E isso, desde o dia em que papai e mamãe se descobriram grávidos.
Acompanhar suas conquistas, estar do seu lado quando você se virou na cama, quando começou a engatinhar e agora, quando já está dando seus 3 ou 4 passinhos, é maravilhoso!
Te vestir, então, é uma diversão, pois você adora (ai...graças a Deus!) ser embonecada pela mamãe aqui, até mesmo quando te coloco aquele cachecol vermelho lindo, só para você ficar super fashion week inverno 2009 !!!
Ganhar aquele sorrisão seu é outra coisa que me deixa boba. E como você sorri... para todo mundo, em qualquer lugar, muito! Adoro!
Te ouvir conversar é uma delícia também! A gente leva altos papos, né, filha, cheios de pé, mão, "bo" (de acabou), "pau" (de pica-pau), etc, etc!
Outra coisa que amo é quando você fica com soninho e quer o colo da mamãe, só o meu! Fico me achando a pessoa mais poderosa do mundo!
Mas, filha, o que gosto mesmo, e desde que você nasceu, é ficar te olhando depois que você mama e adormece no meu colo. Penso em tudo nesta hora. No que já passamos juntas e no que ainda está por vir e agradeço, MUITO e sinceramente, à Deus por ter me dado você, do jeitinho que é, assim, de presente!
Te amo Nina!
E que venham os "anos" (incontáveis!) pela frente!
Beijo!
Mamãe."

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Nina loves Papai

Seguinte: Nina anda com-ple-ta-men-te apaixonada pelo pai.
Há algumas semanas ela começou a olhar para o Má como se ele fosse a última cereja do bolo. Pára de almoçar para ir no colo dele. Ergue os bracinhos para ele toda hora. Chora quando tiramos ela do colo dele. Beija (as vezes...), abraça, faz carinho e adora colocar o dedinho dentro do nariz do pai.
E ele, claro, tá amando né!
Dizem que isso é comum entre pais e filhas. Até acredito, porque, eu e minha irmã, quando crianças, vivíamos grudadas no meu pai. Até para tirar foto com o Sócrates (o jogador!) ele nos levou! E a gente tá lá, com aquela cara de que tá adorando, mas não tá entendendo nada!
Se eu fico com ciúmes dessa relação do Má e da Nina?
Não mesmo. Fico é emocionada em vê-los se amando desse jeito.
Chego a suspirar de tanta felicidade, principalmente, porque toda noite, depois do beijinho de boa noite na Nina, sempre sobra um aqui para a mamãe.
Agora olha só eles tomando sorvetes juntos....


quarta-feira, 24 de junho de 2009

Respostas do meu primeiro Même!

Ai que chique! Fui convidada pela querida Thaís (Aprendiz de Mãe), para participar de um "Même". Meu primeiro "Même".... que lindo....que emoção!
Então, aí vão as minhas respostas para a seguinte pergunta: "Cinco coisas que eu não sou, gostaria de ser, mas arrisco":

1- Nossa... eu queria muito ser cantora.
Não precisava nem ser famosa. Queria mesmo era chegar em uma festa de amigos, pegar o micorfone, soltar a voz e ser aplaudida de pé! Mas como isso tá bem distante da minha realidade, continuo por aqui fazendo meus duetos com os artistas que ouço no CD do carro. Já fiz dupla com a Ivete, com o Paulo Ricardo, Fábio Júnior e, hoje, ando cantando "Fly me to the moon" com o Frank Sinatra! Glamour total, né!

2- Outra coisa que gostaria de ter era "habilidades manuais". Sou péssima em toda e qualquer atividade que envolva esse quesito. Meus fantoches na escola tinham, necessariamente, que ser monstros, de tão horríveis que ficavam. Esses dias tentei encapar uma caixinha com tecido, a cola não grudou, ficou tudo torto, o tecido desfiou....joguei no lixo e pronto.

3- Decoradora. Queria saber combinar aquele vaso com essa mesa. A cor da parede com os móveis. Mudar a estante de lugar e ficar com mais espaço no escritório. Não consigo visualizar as mudanças, as combinações, entendem? Isso é um problema. Só para vocês terem uma idéia, testei 13 tons de rosa quando fui pintar o quarto da Nina. Acabei gostando da primeira. Depois, mudei os móveis de lugar umas 200 vezes, até que minha mãe e o Má vieram me ajudar e achar a melhor posição para tudo. Até hoje penso que o criado deveria estar do outro lado do quarto e não na parede da direita....

4- Por falar em casa, não sou muito organizada lá na minha , e, agora, com filho, tenho que dar o exemplo (não é mãe!). Na verdade, sou meio bagunceira. Arrumo meu guarda roupa só uma vez por ano e olhá lá! Meu sonho, aliás, era ter um closet daqueles em que as roupas ficam todas organizadas por cores, tudo lindo!

5- Finalmente, queria ser escritora. E de best seller. Até a 8a. série eu escrevi alguns livros e recebi vários prêmios por eles. Deixei todos na escola onde estudei e, outro dia, recebi a comunicação de mais um prêmio que eu tinha conquistado com um livro infantil que tinha uma vassoura de bruxa, feita de jornal, na capa. Hoje, escrevo aqui no blog, faço petições e tento acabar minha dissertação de mestrado. É...continuo, mesmo que de maneira torta, me arriscando com as palavras!

Pronto.
Acabou (adorei Thaís!).
Meus convites vão para a Débora, o Tiago e o Paulo (meus cunhados, tios da Nina), para a motherholic Isa e para a Lê do Mundo de Sofia.

Beijo!
Dani

quinta-feira, 4 de junho de 2009

O que será que ela vai ser?

Hoje o Henrique, filho do Rogério que trabalha comigo, conseguiu um estágio na área de administração em uma empresa super conceituada. O pai, claro, ficou mega contente. Chegou a se emocionar, deu para ver. E não é para menos, afinal, deve ser muito bom acompanhar as conquistas de nossos filhos e ver que eles, de alguma maneira, estão no chamado "caminho certo". Isso deve dar uma satisfação enorme!
E eu, vendo a cena, me peguei pensando, pela primeira vez, no que a Nina vai ser da vida.
Até agora ela não dá dicas muito relevantes.
É simpática, falante e adora seus livrinhos, por isso, quem sabe, siga os passos da mãe e goste de Direito.
Também curte brincar com o estetoscópio e as caixas de lentes do papai - será que vai ser médica?
Ah...adora uma cozinha, as panelas, potes, colheres e afins, por isso, tem chance de puxar para as duas vovós e se tornar uma grande chef!
Ela também adora brincar de bola. Jogadora de futebol? Será?
Mas, o que mais ela gosta, na minha opinião, é de rodinhas. Ela fica fascinada pelas rodinhas dos brinquedos. Fica lá, passando o dedinho e fazendo rodar...infinitas vezez. Tio Ti, você que é engenheiro, me explica se isso é um sinal de que ela vai seguir seu caminho?
Enfim, daqui uns 17 anos ela decide!
O que eu sei é que, escolhendo isso ou aquilo, ela, com certeza, vai encher essa mãe babona e esse pai coruja de muita felicidade, como fez o Henrique hoje com seus pais!
Beijo
Dani
Ah...e vocês...olhando as fotinhas aí, o que acham que a Nina vai ser?




terça-feira, 2 de junho de 2009

Encostar na Tua

Dessa vez não vou falar da Nina.
Vim para contar que ganhei um presente lindo de Dia dos Namorados do Má...um pouco adiantado, né!
Quem me conhece, sabe que sou doida pela Ana Carolina! Quando eu e Má ainda éramos namorados, vivíamos escutando ela. No nosso casório, a música que a gente escolheu para valsar (huuummm que chique!) foi "Encostar na Tua", que, já era e é a nossa música!
Então... que eu ganhei de presente a ida no show dela, que aconteceu aqui em Ribeirão no último sábado!
EEEEEEEEEEE!!!!!!!
Fiquei tão feliz com o presente!
Adorei o show, ela é linda, canta muito, toca violão, piano, pandeiro, sem falar no cenário que é ma-ra-vi-lho-so !
Cantei quase todas as músicas, gritei "Anaaaaa", fiquei abanando as mãos para ela me ver (que fã heim!), tirei umas 500 fotos, fiz uns 100 filminhos, dancei até (só na últia música...porque na área das mesas não podia dançar!).
E o mais legal de tudo: escutei, abraçadinha com o Má, "eu só quero saber em qual rua minha vida vai encostar na tua...".
Lindo!
Amei ....tudo... viu, marido, como diria a Maya da novela!
Beijo!

Dani

quinta-feira, 28 de maio de 2009

As últimas

Nina tá assim ó:
- dá "tchau" de miss, assim, com a mão viradinha prá lá e prá cá, fazendo charme;
- manda beijo...ai...isso é lindo demais! E não é qualquer beijo...manda certinho...faz aquela boquinha de peixe, apertando as bochechas! E é beijo estalado!
- fala "papá" e olha para o Má;
- fala "mãmã" e olha para mim (o mãmã sai mais fácil quando ela tá em apuros ou com soninho!)
- fala "bobó" e olha para minha mãe;
- fala "pé" e olha para o pé (essa eu ainda não vi...mas a vovó já ligou para mim essa tarde, toda pimpona, contando da nova palavra que a pequena aprendeu!)
- sobe em todos os lugares da casa: parede, geladeira, mesa da sala, guarda roupa, e até na Mel.... - adora o interfone de casa. Fica perto dele e aponta para brincar!
- quando coloco o dedo dentro da boca dela (pra tirar alguma coisa indevidamente engolida) me morde, com os 4 dentões e com força! Dói!
- acorda rindo e dando tchauzinho para a gente;
- balança a cabeça como se estivesse falando "não"... e faz isso quando tá feliz e toda hora!
- se tiro um brinquedo dela, continua fazendo birra e diz "ai, ai, ai".
- às vezes se confunde e quando a gente pede um beijo, ela mostra a lingua.
- morre de rir quando solta pum barulhento (a gente também)!
- e, finalmente, o que eu acho mais fofo de tudo: faz 1 aninho com o dedo!

......suspiros.....

Tem jeito de não se apaixonar enlouquecidamente por uma coisinha fofa dessa?!

PS: prometo foto/filme de tudo nos próximos dias, tá!
Beijo
Dani

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Sono....

Essa semana as idéias sobre novos posts sumiram da minha cabeça!
Não consigo pensar em nada legal para escrever. Tá tudo muito corrido por aqui. Cheia de trabalho, Má de plantão, Nina gripada sem dormir direito.
Aliás, o assunto sono de nenê rende muito....
Nesta última semana a pequena resolveu que não dorme mais direto. Acorda de duas em duas horas e chora e fala mãmãmã...pápápá. Daí é um corre, corre danado lá em casa...hora eu (mais eu!), hora o pai, para acudir a menininha, que, na maioria das vezes só perdeu a chupeta dela e não consegue encontrá-la para nanar de novo.
Coincidência ou não, algumas outras mães (a Rê, Lilata, mãe do André Lindo, meu genrinho!, por exemplo) também passaram por isso nessa mesma idade em que a Nina está, entre 9 e 10 meses. O bom é que a Rê disse que o Godolino já tá dormindo bem e ela também!
Vamos ver hoje...como vai ser!
Boa sorte para mim, para o Má e para a Nina!
Beijo!
Dani
Ah....vou colocar uma foto da Nina dormindo (no primeiro dia que ela chegou em casa!)...quem sabe ela não se inspira na imagem !!!!


segunda-feira, 18 de maio de 2009

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Consegui!

Ele apareceu...até que enfim!
Depois de várias, centenas de fotos tentando retratar o primeiro dentinho da Nina, neste último domingo, ele resolveu dar o ar da graça! Foi presente do dia das mães, certeza!
E a mamãe aqui ficou toda orgulhosa da foto linda que tirou!
A pequena tá um charme com esse dentão solitário na boca, né gente!
Tá parecendo a Nanny Macphee - a Babá Encantada - já assistiram esse filme?!!!
Brincadeira!!!
Minha Ninete é muito, muito, muito, mais fofa que ela!
Ah...e esse dente exibido não é mais o único não! Agora, D. Nina já tem 4! Mais um embaixo e os dois de cima, que ainda estão pequenininhos.
Azar o meu!
Agora começa tudo de novo...a busca pela foto do segundo, terceiro e quarto dente!
E quando nascerem todos?
Ai...Ai...Ai...

Beijo!

Dani

PS: Tio Paulão: olha aí o dentão lindo da sua sobrinha! Já estamos escovando ele (e os outros) direitinho, tá!


quarta-feira, 13 de maio de 2009

Assim e assim

Meu dia das mães em 2008 foi assim:






Em tempo: Feliz Dia das Mães (atrasado) para todas vocês, mães lindas, que acompanham este blog e um beijo especial para minha mãe...hehehe...ela merece...ela merece!!!

E assim:



E, em 2009, assim:

quinta-feira, 7 de maio de 2009

De agora em diante...

A grande novidade deste aniversário de 9 meses é que, agora, a Nina chora na consulta com o pediatra. Na verdade, ela berra, esperneia, ameaça vomitar e derruba rios de lágrimas ao ver o coitadinho do Dr!
Para vocês terem uma idéia, quando saí da sala do médico, a recepção ficou toda em silêncio...talvez com medo da Nina começar o alvoroço de novo...ou, quem sabe, ver quem era a causadora do chororô...que, certeza, deve ter traumatizado as outras crianças que estavam ali esperando...
Ainda bem que o médico tem uma paciência fantástica! Me explicou que, de agora em diante, todas as consultas iriam ser desse jeito, recheadas de shows da Nina, porque...é fase!
E eu? Bom...ri até né! Achei muito engraçado gente! Nunca tinha visto a Nina se comportar desse jeito! Ela sempre foi muito calma, nunca estranhava ninguém. Só chorou mesmo no primeiro mês de vida, depois, nada...
Prometo que na próxima consulta levo a máquina para filmar!
No mais: feliz aniversário para minha pequena, o nenê mais fofo e "amywinehouse" da mamãe!
Te amo, minha lindona!
Dani
Cara de arteira? Eu? Como assim?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Studio May Ishii

TEMPLATE DESENVOLVIDO POR STUDIO MAY ISHII. POWERED BY BLOGGER. DANI, MARCÃO, NINA E ALICE © 2012.