quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Tem alguém aí?

Não sei o que tá acontecendo.
Tem mais ou menos um mês que a Nina acorda à noite aos prantos e não quer ficar no berço sozinha de jeito nenhum.
Antes, quando ela acordava e choramingava, era só eu sair correndo e por a chupeta perdida de volta na boca que tudo ficava bem.
Agora a coisa mudou. Tento colocar a chupeta, mas ela não quer. Fica em pé no berço e choraaaaa. Boto ela no colo, depois de umas dançadinhas ela adormece. Tento colocar no berço. Quando ela se vê ali, choraaaaaa e volta a ficar em pé no berço, pedindo colo. E por aí vai...infinitas vezes...por mais de uma hora.
Quando isso acontece lá pelas 6:00 da manhã, acho que é fome e já dou o mamá.
Mas, o difícil é quando ela resolve acordar perto da 1 da manhã. Gente, essa é a pior hora prá mim! Como acabei de ir dormir (lá pela meia noite) acordo super tonta, trombando em todas as portas, me perdendo pela casa. Sinceramente, tem dia que eu nem sei como consigo pegar ela no colo, de tão em outro mundo que tô.
Anteontem foi uma noite dessas. O papai, vendo meu estado lastimável com a pequena no colo perto da meia noite e meia, deu uma idéia: colocá-la em nossa cama até ela dormir de novo. E não é que deu certo! Quando ela chora, acordo, pego ela no colo e boto em nossa cama. Quando a Nina dorme, acordo, pego ela no colo e devolvo ao berço. E ela não acorda mais. Desperta só lá pelas 7 ou 8 da manhã.
Deve ser a tal "angústia da separação", né!
Mas não sei se tô agindo certo. Será que ela vai acostumar a dormir só entre nós? E será que é tão ruim assim a gente deixar que isso aconteça?
Sei responder não!
Alguém, por aí, sabe?
Beijo!

Oh...filha...não chora...mamãe já vem...

11 comentários:

Renata disse...

Ai menina, com o André é um pouco diferente...ele até fica no berço depois que adormece de novo, o difícil é fazê-lo adormecer! Já tentei levar pra minha cama e não funcionou!!
Olha, eu vou dar a minha opinião sincera: eu não acho tão grave ela dormir na sua cama não...acho até gostoso, considerando que passa tão rápido essa fase, né? Ainda mais que ela fica no berço quando vc leva. O ruim seria se ela tivesse que passar a noite inteira na sua cama, pq aí acho que seria muito difícil tirar esse hábito!
Sei lá se eu sou muito molenga, mas eu não vejo problema não...rsrsrs! Acho que vc tem mais é que curtir a pequena quentinha no meio de vcs... :-))
beijos

Thaís Rosa disse...

lindona, tô contigo e com a Re: fé no instinto materno e no aconchego, que nunca é demais. Se assim tá dando certo, fica assim um tempo, até passar esse momentinho dela. E aproveita pra curtir um aconcheguinho, que depois vai dar uma saudade, né?
Sem crise! Já já ela volta a ficar sussa no bercinho dela! Não tem porque vocês ficarem se desgastando se descobriram um jeito de todos ficarem satisfeitos! Isso é o que importa. Não existem regras prontas e perfeitas, né?
beijoca

Débora Marchini disse...

Ai Dani, relaxa! Não tem nada mais gostoso do que dormir na cama da mãe!!! Só tenho lembranças boas! Como isso pode fazer mal? Só não pode acontecer sempre, mas acho que é fase.... ou ela tá querendo um irmãozinho pra didvidir o quarto e dormir com ela! hehe!
beijo grande
já com muitas saudades!

Paula Duailibi Homor disse...

Oi Dani.
Eu tb tenho uma Nina, tb sou advogada e tb sou casada com um "Marcao" (no meu caso Markus).
Muito legal seu blog. um bjo, Paula

piscardeolhos disse...

Olha, acho que se vc achou a fórmula, continua seguindo ela! Até que
tudo mude novamente (foi o que eu descobri com a maternidade: todas as
vezes que eu acho que algo funciona assim ou assado, algo diferente
acontece e me desmente. Juro. Mudo a posição da cadeira "pois assim
ele come melhor". Mas a alegria dura pouco.
Ai, ai, Esses bichinhos fofos dão o maior olé na gente, não é verdade?
Beijão! Te linkei e vi que meu link aqui está como oculos
escuros...que será isso? :)

Patricia disse...

Dani,

obrigada pela visita! A Nina é uma fofa! Além disso, temos mais uma coisa em comum, também sou advogada (mas isso não é grande coincidência, já que quase todo mundo é advogado hoje em dia..hehe). Vou te linkar também.
Quanto a dormir junto, Marianinha vive lá no meio de nós 2. Morro de culpa, mas acabo cedendo.
Acho que nem tem que estressar. Quem viu um filho de 15 anos dormir com o pai e com a mãe? Um dia tudo se resolve. Nem esquenta. bjs!

Roberta disse...

Olha, Dani, a Luísa também passou exatamente por essa fase. Pelo jeito, todas as crianças (ou quase todas) passam. Pelo que percebo falando com outras mães, esses altos e baixos são realmente fases e passam mais rápido do que você imagina. Muitas vezes coincide com dentinho que está pra nascer.
Eu sofri muito tentando descobrir a fórmula certa pra fazê-la dormir. No meu caso, em algumas situações minha postura foi deixar chorando no berço. Eu ia uma vez até o quarto dela e ficava um pouco lá. Depois não voltava mais. O choro ia diminuindo a cada dia e, em dois ou três dias dias, ela estava dormindo a noite toda de novo. Mas esta é uma posição que tem que ser muito da forma de pensar dos pais. Não existe certo ou errado nesse tipo de coisa, sabe.
Algumas vezes eu também cheguei a levá-la para o meu quarto tb, porque a gente fica um prego, né.
Mas olha, dá mais alguns dias que isso melhora de novo.
Beijos,
Roberta

Nat * disse...

olha... acontecceu a mesma coisa com o gui !!!!
igualzinhoo !!
e tb colocamos ele na cama...e depois que durmia ia pro berço !
mas ele não se acostumou a ficar sempre entre nós...
continua durmindo no berço.
não se preocupe... isso é só uma fase... e passa...

beijokas,

tio Paulão disse...

Ai... Que liiiinda!!! Sinceramente acho que vcs estão sempre acertando... Mas se estiverem errando, é tentando acertar, então, tá valendo tb! Existem várias teorias sobre colocar o bebê na cama dos pais... Mas eu nem ligo! Coloco e pronto! E é tão gostoso colocar essas coisinhas pra dormir com a gente de vez em quando né? Eles adoram... E a gente tb... hehehe. Tem nada não! Curte essa fase tb (que eu sei que vc curte todas e muuuito!) e deixa rolar...
Beijos e muita saudade!

Mãe do Pitoco disse...

Dani, acho que devemos sempre pensar no que é bom para nossos bebês e nós. Por isso, se vc não se incomoda com ela dormindo na cama, não vejo mal algum. Cada bebê reage de um jeito a esta fase da ansiedade de separação e é importante respeitar esta angústia deles para que fiquem mais seguros no futuro. Aqui, Pitoco começou a acordar várias vezes durante a noite. Passei a colocá-lo ao lado de minha cama, em um colchão, e agora ele e eu dormimos bem melhor. Beijocas e boa sorte.

Laura disse...

Oi Dani,
Achei seu blog e não resisti a contar minha experiência. O Dudu tem 2 anos e até hoje não dorme sozinho. Não sei porque. Mas ao invés de levá-lo para minha cama, eu vou para o quarto dele. Quando ele dormia no berço eu colocava 2 colchões no chão, 1 para mim e outro para ele. Agora durmo na cama dele ou na bicama. É difícil, mas nunca consegui deixá-lo chorando até adormecer. Se é certo ou não, quem vai saber? Sei que um dia eles crescem e vão deixar saudades desta fase então prefiro aproveitar o máximo!
Beijos,
Laura

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Studio May Ishii

TEMPLATE DESENVOLVIDO POR STUDIO MAY ISHII. POWERED BY BLOGGER. DANI, MARCÃO, NINA E ALICE © 2012.