terça-feira, 19 de outubro de 2010

Dá pra entender?

Daí que seu filho completa dois anos e com o aniversário ganha mais uma habilidade: a de se tornar uma pessoa entendida, como costumo dizer.
Explico.
Antes a gente podia falar o que quisesse na frente da Nina que ela nem ligava.
Mas, agora, a pessoa entende e quer saber de tudo. E dá sua opinião, como boa representante do sexo feminino.
Outro dia mesmo, o Marcão estava me contando alguma coisa sobre tipos de lentes intra oculares que se coloca nas cirurgias de catarata. Nina, que estava por perto, logo levantou a orelha e disse: o que foi? Vixi...situaçãozinha difícil...
E isso acontece sempre.
Ela quer saber qual o saber do danoninho que tá comendo. As vezes só quer os do potinho vermelho e não os do amarelo. Não aceita comer abobrinha e quer quiabo, nem mesmo a gente falando que abobrinha é um quiabo grandão. Se falamos a palavra "bala" antes do almoço, pronto, ela não come mais o arroz e só quer doce. Está escolhendo suas roupas e os sapatos, que, nunca combinam com o vestido.
Assim, para não tumultuar o ambiente (rárárá!) e manter o ritmo, eu e Marcão desenvolvemos uma linguagem própria quando o assunto são os interesses da pequena, que, por enquanto, vem dando certo.
Funciona mais ou menos assim:

"Eu: o que vamos fazer pro jantar hoje?
Ele: Um egg? Mas tem que ser "d" que ela não gosta de "g" mole?
Eu: tudo bem, mas assopra antes, porque está muito hot".

"Ele: coloco ou não a "F-R -A"hoje"?
Eu: não, coloca só a "c" mesmo, mas a "white" que é pra combinar com o "v"?

Coisa de gente doida, né. Ou de gente (mais ou menos) normal que só quer que a filha coma um ovo com gema dura antes da sobremesa, sem queimar a língua.
Mas que é engraçado, ah...isso é!

11 comentários:

Patricia disse...

Hahahaha! Em casa também tá assim, mezzo inglês, mezzo língua do P ou qualquer coisa para não entornar o caldo...rsrs
Ultimamente tem ocorrido exatamente a mesma coisa, falou suco na hora da comida, pronto, não come porque quer suco. Falou boneca na hora de dormir, pronto, não dorme porque quer brincar. E por aí vai.
Com essas pequenas, todo cuidado é pouco com as palavras...rsrs

beijos

Sarah disse...

Hahahahah, adorei a estratégia!! Esses pequenos são muito espertos mesmo... Sabe que já tenho que adotar uma técnica pra falar sobre chupeta e mamadeira perto do Bento sem ele entender?? Também soletro as sílabas porque, se ele ouvir, pede imediatamente!
beijo!

Renata disse...

Nossa, o André tá igualzinho...presta atenção em tudo. Falamos inglês tb quando ele não pode ouvir...hehehe
E tá cheio de vontades: comprei uma sandália lindinha pra ele e ele nem experimentou, disse que não gostou e não vai usar...vou ter que trocar porque já tentei de tudo e ele nem prova!!!
beijinhos

Nine disse...

menina, ainda não cheguei nessa fase...mas ela está logo ali, nos esperando...vou lembrar dessa sua maneira de falar para quando precisar conversar em códigos com o maridão!

Beijos!
Nine

Flavia disse...

A-do-rei! e ri muito!

beijo


ps.: Não subestime a Nina, hein? daqui a pouco ela responde pra vcs em ingles. hahahaha

Paloma, a mãe disse...

Aqui a gente soletra tudo. Porque inglês ela percebe e fica perguntando o que é, é mole?
Beijos

Fabiola disse...

Muito boa idéia!!! aqui em casa o negócio da ficando complicado tb... hahah já entende tudo! e acha a dona da situação pra tudo!! tem que ter uma paciência de jó!!
Aff...
Bjs!!

Dione disse...

Dani, eu também falo em inglês com o Marcelo, kkkkk. Nina fica de orelha em pé. E tudo é com ela, sobre ela. E quando a gente tá andando de carro, conversando baixo e ela lá de trás vem do nada e se mete na conversa?
Será que é pra sempre?
Beijos!!

Carol Garcia disse...

hahahahahaha
estamos no mesmo barco!
em casa é exatamente assim.
hahahahahah
bjocas

Mamma Mini disse...

Dani, exatamente a mesma situ too, e o pior, é que quando a gente fala algo em inglês pra ele não entender, ele pergunta: "do que vcs tão falando?" dá pra aguentar? rs rs rs agora é o perigo de repetir coisas indevidas, tomar um cuidado master na hora de falar qualquer coisa.... tudo sugestiona...rs
beijos queri

Marina Fiuza disse...

Ótimo! E prepare-se, viu? Eu e meu marido tivemos essa ideia de só falar inglês quando o assunto é proibido e o resultado disso é que hoje, aos seis anos, ela entende quase tudo em inglês. hehehe (o que não deixa de ser uma coisa boa tb).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Studio May Ishii

TEMPLATE DESENVOLVIDO POR STUDIO MAY ISHII. POWERED BY BLOGGER. DANI, MARCÃO, NINA E ALICE © 2012.