sexta-feira, 4 de junho de 2010

Essa história eu não queria contar

Tô triste. Muito.
Ontem, por descuido meu, Nina caiu da escada do pula-pula e acabou quebrando a clavícula.
E nem adianta ninguém me dizer que a culpa não é minha.
É.
Eu não tava olhando, me distrai conversando com outra pessoa e não vi ela cair. Nem sei como foi, nem consegui explicar para o médico.
Me lembro de ter olhado prá ela uns dois minutos antes. Ela pulava, alegrinha, com a Júlia e o Joel, eu acho. Alguém me chamou. Me virei e tirei os olhos dela. Um segundo depois, só vi a minha pequenininha no chão, chorando de dor.
Pior cena da minha vida.
Peguei ela no colo e comecei a examiná-la para ver onde tinha machucado. Passei a mão na cabeça dela por várias vezes, meu medo era que ela tivesse batido a cabeça. Mas não senti nada (graças a Deus). Depois, vi que tinha se formado um carocinho perto do pescoço, bem em cima do osso da clavícula.
O Má chegou nessa hora. Ficou apavorado. Saímos correndo pro hospital. Pediatra, muito choro (meu e dela), ortopedista, muito choro (meu e dela), raio-x, mais choro e diagnóstico: clavícula quebrada. Colocaram uma faixa em forma de "8" nos ombros dela e receitaram um analgésico.
Três semanas assim.
Passou a noite bem, mas hoje de manhã se queixou de dor.
Sei que vai passar, que ela vai ficar boa e que daqui uns anos vou contar pros filhos dela, que a mãe deles caiu e se quebrou com 1 ano e 10 meses.
Mas hoje, não consigo. Só penso que a história poderia ser diferente. Que eu não deveria ter tirado os olhos dela, que eu, sequer, tinha que ter alugado aquele pula-pula.
E como dói ,ver ela tão pequena sentindo dor.
Tô triste. Muito.

17 comentários:

Poesia do Bem disse...

oI DANI COMPREENDO VC MUITO BEM, POR MAIS QUE DIGAM NÃO TEM CUPA SEMPRE TEMOS, É UM MINUTO DE DESATENÇÃO, UM OLHAR PRA OUTRO LADO, A MINHA TBM CAIU NESA IDADE ASSIM: ESTAVA TOMANDO MAMADEIRA NO SOFÁ E ERA ACOSTUMADA SEMPRE FICAR D EUMA LDO, NESSE DIA MEU MARDIO COLOCOU ELA DE OUTRO LADO, QUANDO ELA FOI DESCER NÃO CONSEGUI POIS AIND ANÃO SABIA, SABE? E CAIU COM A CHUPETA O OLHO FICOU PRETO PRETO POR UMA SEMANA FIQUEI LOUCAAAAAAAAAAAAAAA.EU SOU MUITO ANSIOSA, ME CULPO D ETUDO, COISA DE MÃE.mAS DE UMA COISA TE DIGO LOGO PASSA, MAS POR ENQUANTO CURTA ELA , DÊ CARINHO E ESSA CULPA HÁ DE SE TRANSFORMAR EM CUIDADO, BJS E MELHORAS PRA ELA.

piscardeolhos disse...

ai, dani, querida.
eu sinto MUITO e te mando um abraço forte e sincero.
sei que é dificílimo, mas tenta não se culpar tanto.
quantas vezes eu também já me descuidei por 1, 2, 3 minutos, acontece!
sei que é difícil, nesse momento, sentir-se livre dessa dor e dessa culpa, mas como vc mesma disse, lááá na frente até risada juntas vcs vão dar.
muitos beijos e força, queridona!
e que essa princesa maravilhosa que é a nina se recupere logo!


ps: momento "unidas pela culpa" : ontem Noah derrubou um montão de maizena nos olhos e eu, em vez de limpar imediatamente, achei engraçadinho e fui pegar a câmera pra tirar foto...quando voltei a maizena já estava mega molhada e grudenta e os olhos dele não abriam...
sei que não tem comparação mas...né?

Mamma Mini disse...

Ai Dani, que merrrrrrrrrrrrrrrrrrr...
nem adianta falar nada mesmo, mas mãe é isso né? já somos o poço de culpa mesmo quando eles estão bem imagina quando se machucam? Mas o fato é que a gente também não consegue ficar em cima deles 100% do tempo e também tem aquela coisa de achar que eles precisam de um espacinho e a gente só olhando consegue resolver... Sinto muitíssimo, eu ficaria igualzinha, e a gente sofre mesmo, mas tenta aliviar... Olha me aconteceu um episódio bizarro ano passado, meu filho estava com 1 ano e meio e foi na 2 consulta a dentista, na primeira com 1 aninho foi tudo bem, nesta segunda, ele chorou da hora que entrou até a hora que saiu (aos berros) teve que ficar sendo segurado (atado) por mim e pela babá pra dentista poder mexer nos dentes dele... mas pensa, o que tinha pra fazer na boca da pessoa de 1 ano e meio? bom, nada, mas é claro que eu não impedi a louca da dentista e meu filho teve que trocar toda a roupa quando saiu porque tava tão suado e molhado de tanto choro que foi horrível... eu achando que era manha...resumo da ópera ele sofreu um trauma por causa de ter ficado preso e gritando e ficou 3 dias sem andar... sim... 3 dias sem andar, eu me senti a pior mãe do mundo que deixei a louca fazer isso com o meu filho, foi horrível, fomos no neuro, pediatra, tudo tudo tudo, eu só pensava que com uma atitudezinha "louca deixa meu filho em paz que ele tem 1 ano e meio e vou embora" ele estaria bem e perfeito novamente... mas existem coisas que saem do controle, e é claro que se dependesse da gente eles não estariam assim, entào tenta ficar bem pra ela ficar bem, ser mãe é ter culpa, então pense pelo lado positivo: criança se machuca mesmo, fica doente, se quebra e o bom é que se recuperam super rápido... fica bem! beijos

Avassaladora disse...

Dani,
Passei pela mesma coisa,o Gui quebrou o braço com 1 ano e 7 meses. O pior momento é o médico...a gritaria e a carinha de "mãe, como é que você está deixando fazerem isso comigo?"
É horrível, mas passa, viu!!!

Mãe do Pitoco disse...

Dani, mãe sente culpa quando tem ou não razão, mas culpa não nos vale de nada. O que importa é que vc é, sim, uma mãe zelosa e não dá (MESMO!) para olhar para eles o tempo todo. E justamente quando piscamos ou olhamos para o lado é que eles costumam fazer os grandes estragos. Toda criança é assim e, por enquanto, só resta muito carinho a ser dado na pequena e em vc também. Sintam-se abraçadas, viu? Um grande beijo nas duas.

Renata disse...

Dani,
Pula pula é o brinquedo favorito do André, as crianças todas adoram e tenho certeza que vc ter alugado o pula pula trouxe muita alegria pra sua Nina. Sei que não adianta falar pra vc não se culpar, mas não sofra demais com isso...as coisas acontecem em um segundo mesmo e mesmo que quisessemos, não conseguiriamos evitar tudo. Fique em paz com vc, querida. Logo logo a pequena estará super bem e doidinha pra voltar ao pula pula.
Beijo grande, um abraço bem apertado e melhoras pra princesa.
Re

Mari disse...

ô Dani, que ruim!
Mas olha, descuidar TODAS descuidamos, milhões de vezes, por mais zelosas que tentemos ser (porque é humanamente impossível "não tirar o olho do filho", como a gente ouve tanto por aí...) Na maioria das vezes não acontece nada, mas existe o fator azar, e calha que numa dessas um acidente pode acontecer...

Momento "unidas pela culpa" 2 (adorei!): perdemos Alice no zoológico de Berlim. Ela estava ali e no segundo seguinte não estava mais - se confundiu e saiu andando atrás de um casal pensando que fossemos nós. Consegui encontrá-la rapidinho (acho que em menos de 1 minuto) mas foi sorte, pq se eu tivesse virado à esquerda e não à direita, ela teria ido longe e aí a coisa ia ser bem bem BEM feia. Dá pra imaginar, perder uma criança de 2 anos no ZOOLÓGICO DE BERLIM??? Céus. Vamos lá, autochicotadas no nosso lombo cansado de mãe em 3, 2, 1, já!
Beijo querida, fique bem, vcs duas!

Paloma, a mãe disse...

Oh, Dani, entendo a sua tristeza, mas lembre que que criança tem um poder de recuperação incrível e que logo ela vai esquecer esta história.
Todas nós, mães, somos passíveis destas distrações, isso é humano.
E tire fotos, porque depois vcs vão é dar risada das estripulias da pequena.
Beijo, com carinho.

Lia disse...

Aaaai Dani!! Rasgou meu coração também!!
MAs acho que é assim mesmo, né? A gente não pode estar lá sempre, e acidentes acontecem.
Se te serve de consolo, semana passada foi a vez do pai cortar os dedos de Emília. Dois. Ela não chorou, mas o sangue se espalhava por todo lugar, ela toda serlepe mexendo os dedinhos, e sangue na boca, sangue na testa, sangue em toda a fralda de ombro.
Aí a lesa aqui resolveu fazer um curativo. Nos dedos. De um bebê de quatro meses que passa o dia com a mão na boca. Óbvio que ela engoliu o curativo, algodão com micropore. E viva o refluxo que fez o troço sair junto com o golfo de sempre!
E eu pensando que podia ter matado minha filha de asfixia.

Fabiola disse...

Dani,
Não se culpe... todas nós temos históricos pra contar de quedas e machucados pq descuidamos segundos! eles são muito rápidos.. e somos humanas!!! A minha caiu do sofá... a sorte que caiu de bunda e a fralda amorteceu a queda... mas passei maus bocados me culpando... hj ela está toda serelepe como sempre e continua subindo no sofá... para eles tudo é aventura.. nós que temos que aprender a acalmar nossos corações!
Bjinhos e melhoras pra princesa!

Patricia disse...

Ai Dani, que droga! Mas já já ela melhora e tudo fica bem de novo. Nas duas vezes que Mariana caiu da cama estava comigo. Segundos de distração e pimba, criança chorando. Até prefiro que tenha sido comigo, acho que se fosse com outra pessoa o drama seria pior porque além de triste eu ia ficar brava com alguém.
Mas o importante é que não é nada grave. E isso não tem preço.
Fica bem e daqui a pouco já passou.
beijos querida!!!

Letícia Volponi disse...

Já que vc pediu para não dizer que a culpa não é sua, vou pular essa parte e vou direto para aquela em que a gente repete que criança cai mesmo e às vezes se machuca para valer, mas garanto que a curtição dela pulando no brinquedo por tantas vezes antes e tantas vezes que se repetirão depois, é o que faz esses nossos vacilos não serem tão importantes. Ela via ficar bem e quando for mais velha, vai achar o máximo saber que era tão cheia de estripolias que chegou a quebrar a clavicula. Cada machucado é uma história

tia Ara e tio Paulão disse...

Ohhhh Dani... Sei que vc tá sofrendo horrores... Mas olha, tá no sangue dela ser arteira (ou melhor, delas... A Helena tb...)
Vc não deve se culpar... Juro que não conheço mãe mais atenciosa e zelosa que vc! Tenho a maior admiração!!! E se desligar por alguns segundos é humano! Até pq, somos normais... (mesmo que meio neuróticas... hehehe) Já pensou em ser daquelas mães que levam o filho debaixo da saia 24 horas??? Nem é bom pra eles... E muitas vezes eles caem até debaixo dos nossos olhos, parece mágica!!! É meio doido!!!
Não fica se culpando não... Aproveita e mima bastante ela nesses dias... (Como se vc já não fizesse isso sempre, né?)
Fiquem com Deus!!! Beijocas na nossa sobrinha caçulinha e arteirinha...

Flavia disse...

Ai queridona!
que chato isso... e realmente frustante quando a gente se da conta que não temos super poderes, e algumas vezes não podemos evitar as histórias que não queremos contar.
Ela vai se recuperar logo, logo!
Fica bem, você tambem!
Beijos

Roberta disse...

Oi, querida, todo mundo aqui ja falou o que eu gostaria de falar. Acho que todas compreendemos seu sentimento, mas tambem temos a obrigacao de lembrar que essas coisas acontecem - e o pior eh que certamente esta nao sera a primeira e ultima vez que a Nina vai se machucar, nao eh mesmo?
Espero que nesse sentido o blog esteja sendo bacana pra te acalmar e te dar uma forca, afinal essa mulherada eh boa pra levantar um pouco o astral da gente, ne? Eu tambem ja engessei a minha pitoquinha e foi uma dor no coracao. Mas ela tambem ja caiu do carrinho aos 5 meses, e depois da cama umas duas outras vezes...
Criancas quebram facilmente a clavicula. E saram rapidamente tambem, na mesma velocidade.
Fique calma ai, viu?
Todo meu carinho pra voces.
Beijos, Ro

Nine disse...

Oi Dani! Ai, me doeu o coração ler esse post! Imagino como vc deve ter se sentido horrível...não há nada que alguém possa nos dizer, nos sentimos as piores, né? Momento "unidas pela culpa" 3: eu sempre encho o saco do maridão e de todos ao redor para cuidarem "n" coisas para que a Ísis não se machuque e tal...mas tirando uma vez que o maridão dexou ela cair do berço, todas as outras vezes em que a Ísis caiu, bateu a cabeça, trancou o dedo na gaveta e até - ó céus - teve a pele da perninha, aquelas dobrinhas, presas no sinto de segurança da cadeirinha, ela estava COMIGO!!! Triste isso, né? Mas só prova que somos humanas e falhamos, mesmo quando não queremos! Muitos beijos para vc e melhoras para a Nina! OBS: eu quebrei a clavícula quando era bebê, no nascimento, que foi a fórceps, coitada da minha mãe, e estou super bem...espero ter ajudado!

Dione disse...

Dani, só vi agora! Espero que a Nina esteja melhor! E que você tenha percebido que não foi sua culpa. Por mais que a gente deseje, não somos super mães. Em algum momento eles vão ser mais rápidos que nós. A minha Nina quase sufocou com um imã de geladeira. E não tinha nem 1 ano. Até hoje me pergunto como ela pegou o imã sem eu ver (tava no meu colo).
E como já disseram por aqui, logo logo vcs vão pode rir dessa estripulia!
Beijos para as duas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Studio May Ishii

TEMPLATE DESENVOLVIDO POR STUDIO MAY ISHII. POWERED BY BLOGGER. DANI, MARCÃO, NINA E ALICE © 2012.