sexta-feira, 24 de abril de 2009

Assunto do dia

Não sei se vocês estão acompanhando a polêmica em torno de um artigo publicado no jornal "O Tempo", intitulado "Ser mãe é se divertir num trio elétrico", escrito por Silvia Mascagna, onde a autora, em resumo, questiona a decisão da Claudia Leitte de se apresentar no carnaval deste ano, cerca de 1 mês após o nascimento do filho (não sei colocar o link deste texto, mas é só googlar e ele aparece). A Claudinha, em seu blog (blogdaclaudinha.claudialeitte.uol.com.br) deu várias respostas à autora do texto, se defendendo das acusações (se é que podemos chamar assim) que lhe foram feitas.
Claro que me identifiquei com a situação. Eu, como a Claudia Leitte e várias outras mães que conheço (inclusive a minha própria mãe), também voltei ao trabalho pouco tempo depois do nascimento da Nina, cerca de 1 ou 2 semanas. Claro que não fui obrigada a retomar minha vida profissional. A opção foi minha. Tinha e tenho, várias razões para não parar.
Nesta época, aliás, que já é tão dolorida para a gente, escutei várias opiniões como as tecidas pela jornalista que escreveu sobre a Claudinha que me deixaram muito magoadas.
Nessas horas procurava abrigo nas palavras do Má e da minha mãe e, principalmente, nos olhinhos da Nina, que, de alguma maneira, conseguiam me passar a tranquilidade de que eu estava no caminho certo.
Por isso, espero, sinceramente, que a Claudinha supere essa situação e que encontre abrigo nos olhos do seu Davi para continuar esta vida.
Beijo!

6 comentários:

disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
disse...

Oi, Dani!
Eu li o desabafo que a Claudinha fez no blog dela. Confesso que nunca fui fã dela, mas como mãe, não pude deixar de ser solidária a ela. Sabe o que eu acho? Essa jornalista que escreveu essas barbaridades é uma profissionalzinha de quinta categria.... afinal, quem é ela pra julgar a Claudia Leite ou quem quer que seja? Cada um é livre pra seguir sua vida como quiser. Se a Claudinha soube (e pôde) conciliar a carreira com a maternidade, ainda por cima com aquele corpão, palmas pra ela. É disso que o mundo precisa. Mulheres corajosas, que seguem seus corações e não tem medo de desafios.
Ah, e sobre o que vc falou do tênis das Princesas, acho que não tem tamanho 16/ 17. Mas olha, aproveita enquanto vc tem um pezinho tão pequeninho... pq eles crescem tão rápido, rs.....
Beijos pra vc e pra Nina

Renata disse...

Esses julgamentos me irritam demais. Eu não li a matéria que vc citou, nem a resposta dela, mas acho que cada um sabe o que funciona pra sua família e ninguém de fora tem direito de julgar! Que raiva que me dá!!
beijinhos pra vc e pra Nina gatinha!
Re

Renata disse...

hahaha, que fofa você. Adorei seu recado e já trasmiti ao Dedeco!! Tomara que ele te ouça, mas sabe como é conselho de sogra, né? hahaha
beijos, querida. Obrigada pelo carinho!
Re

tio Paulão disse...

Sabe Dani, às vezes custamos a enxergar as pessoas como elas realmente são... Mas vejo em vc (e passei a ver ainda melhor com o tempo) uma verdadeira guerreira! Dessas que ninguém derruba!!! E a Nina certamente vai se orgulhar de vc... Assim como muitos já se orgulham!!! Vc é digna de exemplo... E como já sabe, críticas sempre vão existir. Mas o ouvido ouve, e sua sabedoria filtra... hehehehe
Beijos e que Deus continue te iluminando... Beijocas! Ara

Débora Marchini da Costa disse...

OI Dani!! Nossa, não posso deixar de comentar outra coisa sobre a Claudinha.... Putz, que corpo hein, depois de um mês do parto!!! Só aí já pago o maior pau pra ela!!!! hahahahah... (mas ainda acho que rolou uma lipo na cesárea, nao eh possivel... rsrsrs). Falando sério agora, ainda sou nova nesse assunto e não tenho tanta experiência para argumentar (sou um baby ainda!!)... Mas sinceramente, eu acho que é a melhor coisa a mãe que trabalha... sempre vi minha irmã, era tão bom quando meus sobrinhos ficavam em casa com a minha mãe, as vezes minha irmã sofria, chorava, mas era sempre tão intenso os momentos que ela passava com eles... que eu vejo que o que importa é a qualidade e não a quantidade. Vejo tantas mães que ficam em casa e dedicam sua vida aos filhos, estão sempre acabadas, sem paciência, muitas vezes frustradas, que acabam nem curtindo tanto os filhos... Adoro ver as opiniões e depoimentos como o seu, vou formando minha cabeça para quando tiver o meu.... :-)
E claro, vc será sempre uma heroína pra Nina!!! Deve se sentir muito orgulhosa e feliz por isso!!! E uma mãe feliz e realizada é o melhor que uma criança pode ter!! Ainda mais vc que sabe tão bem balancear as coisas e aproveitar cada minuto ao lado da Nina...
beijos
Deh

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Studio May Ishii

TEMPLATE DESENVOLVIDO POR STUDIO MAY ISHII. POWERED BY BLOGGER. DANI, MARCÃO, NINA E ALICE © 2012.