quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Um dia ela ainda vai lembrar disso ...

Tem coisa melhor do que brincar com o esguicho de água no quintal de casa?

video
PS: no final ela caiu sim...tombinho de nada... logo tava tomando água da borracha de novo !

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Nina para presidente

Nina é "supersimpática" desde pequenininha.
Aos três meses já ficava mostrando seu sorriso banguelinha prá todo mundo.
Uma vez, acho que ela tinha uns seis meses, fomos jantar em uma pizzaria daqui e a criança simplesmente se jogava para ir no colo dos nossos vizinhos de mesa. Ela ficou por lá, distribuindo risadinhas para eles o tempo todo (e eu...confesso...achei até bom, porque consegui comer a pizza ainda quente...coisa rara nessa vida de mãe!).
Outra vez, já com uns 10 meses, enquanto procurávamos vaga para estacionar no shopping, a pessoa erguia seu bracinho para fora do vidro do carro e dava "tchauzinho" para todo mundo!
Mas ontem, ela se superou.
Fomos jantar no Outback em Ribeirão. Para quem conhece, sabe que as mesas são bem próximas uma das outras e formam corredores.
Nina então, vendo que tinha espaço e platéia, simplesmente se recusou a ficar sentada com a gente.
Andava para lá e para cá, chegava em todas as mesas e dizia, levantando o braço e mexendo a mãozinha: "ai" (ou será que era hi...Deus...será que ela é já nasceu bilingue e eu nem sei?!).
Pronto. Conseguiu fama imediata em menos de 10 minutos.
E, para completar a alegria de seu eleitorado, quando foi embora, sentada em seu carrinho, dava tchau com as duas mãos para o restaurante inteiro, não...para o shopping inteiro! E foi aclamada pelo povo!
Depois dessa, tive a certeza que, lá pelos anos de 2030, Nina vai ser presidente do Brasil ou de qualquer coisa, sei lá! Mas que vai, vai.
Então, só me resta dizer: Vote em Nina!
Beijo!
Dani

VOTE EM MIM!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Pai também brinca de boneca


Uma vez por mês eu saio para jantar com um grupo de amigas. Clube da luluzinha total.
Nesses dias, quem fica com a Nina, prá mamãe se arrumar, é o papai.
Ontem, enquanto eu me maquiava, o Má brincava de boneca com a Nina na sala de casa.
Eu, do quarto, escutei o seguinte diálogo:
Papai: Nina, esse é meu nenê (pegando uma das bonecas dela) e esse é o seu. Vamos dar mamá para elas?
Nina: bamo (vamos...)
Papai: hum ...filha...tá uma delícia... ela mamou tudo.... e a sua? Dá mamá prá ela, dá!
Nina: colocou a boneca no colo, pegou o tubo de cola (que serve de mamadeira) e disse: hum....mama...mama....
Papai: pronto, agora ela mamou também! Vamos colocar os nenês para arrotar?
Nina: bamo (de novo!)
Papai: levantou a boneca na altura do ombro, bateu nas costinhas dela e soltou um arroto de verdade...enorme!
Nina: levantou seu nenê igual ao papai e imitando disse: Arrrrottttooo (não sei descrever em palavras o barulho que ela fez, mas, foi uma bela tentativa de repetir o arroto do papai!).
Nem preciso dizer que me matei de rir, né!
Beijo!
Dani

PS: Má, amorzinho, não fica bravo comigo não! Essa eu tinha que contar! Mesmo porque, todo mundo arrota né...

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Rê Lilata...este é prá você!

Quando criei esse blog, minha intenção era apenas de aproximar os tios da Nina que moram fora (em Goiás e em Singapore) Itálicodo cotidiano da pequena, para que eles, mesmo de longe, pudessem acompanhar nossa vidinha.
Não sabia, nesta época, dessa imensa rede de mães blogueiras.
Devagar, fui conhecendo um monte de gente boa, de histórias deliciosas. Viciei. Hoje, não vejo a hora de ler os blogs que acompanho!
Uma dessas mães que conheci virtualmente (sim...porque, apesar das várias combinações de encontros reais, eu ainda não tive coragem de ir prá São Paulo com a Nina...coisa de gente caipira, né!) foi a Rê Lilata e o seu filho, o André Fofo!
Fiz um comentário no blog dela e, gentil como sempre, ela respondeu de imediato. Até hoje, sempre deixa um monte de recados carinhosos prá mim e prá Nina.
Até que, num belo dia, nós (ai...Rê...não lembro se fui eu ou você), empolgadas com a trama da novela das Índias, prometemos, em namoro, nossos filhos, e, daí em diante a Nina começou a namorar o André.
Agora a Rê tá grávida de novo. E ontem ela nos contou que é uma menina!
Fiquei muito feliz por ela! Por isso, Rê, esse post vai prá você, viu!
Para te parabenizar por essa linda fase da vida! Para dizer que ser mãe de menina é uma delícia, cheia de rosas e lilazes e lacinhos e vestidinhos e mais um monte de ...inho!!! Para te avisar que ela vai ser um grude com o pai (e que você vai adorar vê-los juntos!), que você vai suar bastante para colocar maria-chiquinhas na pequena, que vai pirar com a nova coleção da "A Fábula" (depois te dou o site, tá, amiga!) e vai amar muito essa gatinha, tanto quanto ama esse menininho lindo do André, meu genrinho loiro e fofo!
Ah...e coloca nome nela logo, viu!
Beijo grande prá você e toda sua família!
Dani, Marcão e Nina
PS: aliás, todas as minhas amigas reais que estão grávidas, também estão esperando meninas! Será que foi a lua? Rá!!!! Beijo prá Lu, que espera a Beatriz (oba, a menininha ganhou nome!), prá Kitty, que espera a Sofia (tão desejada, né!) e prá Karina, que espera a Maria Cecília, que já tá chegando por aí!

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Sobre ontem à noite

Ontem à noite eu estava no quarto da Nina arrumando o guarda-roupa (ai meu Deus tem hífen?)dela. O Má tava no computador falando com o Tio Paulão no msn. De repente, escutei um barulho estranho. Quem tava mexendo com água aquela hora da noite? O som vinha do banheiro da Nina. Saí do quarto e o Má do computador. Os dois em direção ao barulho. Quando chegamos no banheiro vimos a seguinte cena: Nina, só de fralda, com mais da metade do corpo dentro do vaso sanitário, de perninhas para o ar, com a cara na água da privada! Gritamos: Ninaaaaa... Ela levantou, com o rostinho todo molhado e com a maior cara de quem sabe que tava fazendo arte, nos chamou para ver o que ela tinha jogado prá dentro do vaso: sua fraldinha de boca, escova e pente de cabelo. Mostrou a bagunça prá gente, fechou a tampa da privada e saiu do local do crime como quem não quer nada, em direção ao colo do papai!
Eu nunca ri tanto! O Má, ficou bravo com ela, comigo também, porque eu não fiquei brava com ela (ai...ai...ai...)!
E a noite terminou assim, com um gostoso banho quentinho na menininha, com a mamãe de bochecha dolorida de tanto rir e o papai dando beijinho nas duas!
É ... como dizem no McDonald's: AMO MUITO TUDO ISSO!
Beijos a todos e um ótimo feriado!
Feliz DIA DAS CRIANÇAS para o André (meu genrinho, filho da Rê), a Luísa (da Rô), a Alice (da Mari), a Valentina e o Antônio (da Isa), o Caio (da Thaís), o João (da Flá), o Ian (da Dani), o Pitoco (da mãe dele), o Noah (da outra Rô), a Mariana (da Patrícia), o Gui (da Nat)...hum...acho que eu esqueci de alguém....Ah...beijo para todo mundo!
Dani

Como não deu prá tirar foto da cena da privada, segue essa aqui, da Nina, toda sereia na sua piscina!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Vale a pena ler

A super Mari, mãe da Alice Linda e dona de um dos blogs mais legais que eu já vi, o grande "Pequeno Guia Prático para Mães sem Prática", postou hoje um texto publicado na revista Época, chamado "Entre os muros da outra escola", de autoria da jornalista e escritora Eliane Brum, que vale a pena ler.
O link é esse aqui.
Texto para a gente refletir.
Não só sobre o futuro de nossos filhos, mas também sobre o nosso passado de criança.
Nunca tinha pensado nisso. Que esse tipo de situação pode acontecer com a Nina, assim como aconteceu comigo, com a menina do texto e com outros tantos.
Lembro, até hoje, de uma vez em que entrei no ônibus de volta para casa e uma menina simplesmente colocou a bolsa dela no banco vago só para eu não me sentar. Eu não tinha jeans de marca, morava em uma cidadezinha de 8.000 habitantes, estudava na classe dos 50 primeiros alunos da escola, por isso, tive que ir embora de pé no ônibus, enquanto a bolsa da menina descansava sobre a poltrona vaga. E não falei nada. Segui de pé o caminho todo e nos outros dias procurei outros lugares para me sentar.
Não achei que essa história tivesse me marcado tanto, até eu ler o texto publicado lá na Mari. Lembrei na hora, de tudo.
Por isso, além do texto que indiquei, resolvi compartilhar essa minha história com vocês e com a Nina, que um dia vai ler esse blog aqui e vai aprender que jeans de marca não te transforma em uma pessoa melhor e que o fundamental nessa vida é ter respeito, por si e pelos outros.
Pronto. Desabafei.
Beijo!
Dani
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Studio May Ishii

TEMPLATE DESENVOLVIDO POR STUDIO MAY ISHII. POWERED BY BLOGGER. DANI, MARCÃO, NINA E ALICE © 2012.